Publicidade - Anuncie aqui também!
Desfiles deverão ser transferidos do Parque para outro local, segundo prefeito
Desfiles deverão ser transferidos do Parque para outro local, segundo prefeito
Publicidade - Anuncie aqui

O prefeito José Natalino Paganini (PSDB) sugeriu que o carnaval de rua de Itapira deverá deixar o Parque Juca Mulato já a partir de 2015. Sem entrar em detalhes, o prefeito disse que  o “carnaval está pedindo passagem para outro local”.

A declaração foi dada durante seu pronunciamento na cerimônia de apuração dos desfiles das escolas de samba e blocos carnavalescos, na noite de quarta-feira (05).

Ao término da segunda edição da festa abrigada no Parque, o prefeito afirmou que mais de 29 mil pessoas passaram pelo local nas quatro noites de carnaval – sendo 14 mil somente na terça-feira, último dia da festa. O número, entretanto, não foi confirmado pela Polícia Militar, que nem mesmo divulgou suas estimativas.

Nas palavras de Paganini, o desenvolvimento das escolas é um fator que demanda a mudança da ‘passarela do samba’ para outro ponto da cidade. “Estive conversando com algumas pessoas das escolas, e o carnaval de Itapira está pedindo passagem para outro local”, disse Paganini em seu pronunciamento. “Está pedindo passagem, mas não porque esse local (Parque) não foi aprovado. E sim porque nossas escolas estão crescendo”, completou.

O prefeito também afirmou que a atual administração está “resgatando o carnaval itapirense”. “Até o final dos anos 2000 (o carnaval no município) era o melhor da nossa região. Depois, ele deu uma adormecida, mas, graças a vocês, estamos conseguindo resgatar o nosso carnaval de rua”, disse, referindo-se aos aproximadamente 100 componentes de escolas e blocos presentes na apuração. Segundo apurado pela reportagem, a administração já estuda alguns pontos que poderiam abrigar os desfiles – um deles é a Rua Professor Fenízio Marchini, nas proximidades da Encosta do Penhão.

No último dia, multidão se aglomerou nas ruas Rui Barbosa e Ribeiro de Barros
No último dia, multidão se aglomerou nas ruas Rui Barbosa e Ribeiro de Barros