João Rezende, presidente da Anatel, se manifestou sobre bloqueio de aplicativo (Divulgação)
João Rezende, presidente da Anatel, se manifestou sobre bloqueio de aplicativo (Divulgação)
João Rezende, presidente da Anatel, se manifestou sobre bloqueio de aplicativo (Divulgação)

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, afirmou nesta terça-feira (02) que o bloqueio do aplicativo WhatsApp em todo o país é uma medida desproporcional porque acaba punindo os usuários do serviço. “O WhatsApp deve cumprir as determinações judiciais dentro das condições técnicas que ele tem. Mas, evidentemente o bloqueio não é a solução”, acrescentou.

Segundo Rezende, a Anatel não pode tomar nenhuma medida para restabelecer o serviço, porque não é parte da decisão judicial. O Ministério das Comunicações informou que não vai se posicionar neste momento sobre a decisão judicial que determinou o bloqueio do WhatsApp.

O WhatsApp está bloqueado em todo o país desde as 14h00 por determinação do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE). A medida vale inicialmente por 72 horas, mas se houver uma liminar derrubando a decisão o serviço pode ser retomado antes desse prazo. Segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), todas as companhias receberam a intimação e cumprirão a determinação judicial.

Publicidade - Anuncie aqui