Loja vazia: concessionárias sentem reflexos da suspensão na produção de motos na Zona Franca de Manaus (Paulo Bellini/ItapiraNews)

A crise sanitária gerada em Manaus (AM) pela pandemia do novo coronavírus já afetaram até mesmo o mercado de motocicletas em todo o Brasil.

Isso pelo fato de que a Honda suspendeu as atividades de sua linha de produção nesta semana em razão da dos impactos da pandemia nas cadeias de suprimento – que geram indisponibilidade de insumos para a produção – e pelo próprio agravamento da pandemia

E em Itapira, esse reflexo foi diretamente sentido pelos comerciantes que atuam no segmento de compra e venda dos veículos de duas rodas.

Na Mundial Motos, concessionária da Honda no município, a escassez já faz com que clientes precisem aguardar para sair com suas motos adquiridas ou contempladas via consórcio.

“As motos que tenho para chegar da linha CG até o fim do mês já estão vendidas”, comentou o gerente da loja, Anderson Viotto. “Temos uma lista de espera grande, em toda nossa rede tivemos cerca de 300 motos cujas entregas foram canceladas pela montadora”, destacou.

Anderson compreende situação de forma otimista (Paulo Bellini/ItapiraNews)

Antes de suspender as atividades, a montadora já vinha operando de maneira reduzida em atendimento às medidas de contingenciamento. De acordo com Viotto, a expectativa é que a partir da próxima semana a situação comece a se normalizar, já que a Honda pretende retomar a produção no dia 3.

“O mercado está bem movimentado e acreditamos que a fábrica já comece a nos enviar mais motos e com isso vamos conseguir atender ainda melhor nossos clientes. Estamos otimistas de que tudo isso vai passar e voltaremos à normalidade”, aposta o gerente da Mundial.

Mundial Motos também sente os efeitos da pandemia (Paulo Bellini/ItapiraNews)
  • AJUDA

Vale ressaltar que a Honda tem contribuído em diversas ações no combate à pandemia. Recentemente, em caráter emergencial, a empresa doou 22 mil máscaras e 454 cilindros de oxigênio para o Estado do Amazonas

A rede de concessionárias de todo o país também se uniu à mobilização para ampliar o volume disponibilizado ao sistema de saúde local. A própria Mundial Motos também colaborou enviando cilindros de oxigênio ao governo de Manaus.

Publicidade - Anuncie aqui