Petição pode ser assinada pela internet (Ilustração)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Um abaixo-assinado online está coletando assinaturas de pessoas contrárias ao corte da concessão de subsídio de transporte escolar e cancelamento do Cursinho Pré-Vestibular Gratuito em Itapira. A petição popular foi desencadeada logo após o anúncio dos cortes, sob a responsabilidade do Movimento Se a Cidade Fosse Nossa, ligado ao PSOL (Partido Socialismo e Liberdade).

A suspensão dos benefícios foi confirmada em janeiro pelo governo municipal. O abaixo-assinado é endereçado ao prefeito José Natalino Paganini (PSDB) e, até a última sexta-feira (16), contabilizava 532 adesões – em janeiro, após ser lançado, o manifesto somava 272 assinaturas. No texto que acompanha a petição, os autores classificam as medidas da Prefeitura como “um golpe contra os direitos dos estudantes” do município.

Ao anunciar os cortes, a administração alegou a necessidade do contingenciamento de forma a permitir que o orçamento de 2018 feche no azul, além de amortizar débitos do ano passado. A Prefeitura também defendeu que a decisão atendeu manifestações do TCE/SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo). Com o abaixo-assinado, os estudantes esperam pressionar o governo municipal para que os benefícios sejam reativados. Os responsáveis pela petição não informaram quando pretendem finalizar a coleta de assinaturas para que o documento seja encaminhado ao Poder Público.

  • OUTRO LADO

Questionada pelo Itapira News sobre o abaixo-assinado, a Prefeitura disse que “reconhece o ato democrático, mas reitera que os cortes, realizados em diversas áreas, são necessários como medida de economia e adequação orçamentária”.

A Prefeitura também afirmou que “o subsídio foi criado em um momento onde não havia cursos universitários no município e os estudantes tinham que obrigatoriamente recorrer às cidades da região” e que “atualmente a cidade conta com mais de 30 cursos entre presenciais e a distância em duas faculdades”.