Rizola foi socorrido com vida, mas infelizmente não resistiu (Fabrício Leme de Morais/Gazeta Guaçuana)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Rizola foi socorrido com vida, mas infelizmente não resistiu (Fabrício Leme de Morais/Gazeta Guaçuana)
Rizola foi socorrido com vida, mas infelizmente não resistiu (Fabrício Leme de Morais/Gazeta Guaçuana)
Publicidade - Anuncie aqui

A queda de um ultraleve ocorrida em Mogi Mirim na manhã desta terça-feira (11) tirou a vida de Marcos Eduardo Rizola, 63, que pilotava o equipamento. O acidente ocorreu às 8h30 e a vítima chegou a ser socorrida com vida, mas faleceu por volta das 14h00 na Santa Casa da cidade.

Segundo informações, a queda ocorreu logo após o ultraleve decolar do Aeroclube de Mogi Mirim. Unidades do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Corpo de Bombeiros atuaram no resgate. Rizola foi socorrido consciente, mas bastante ferido – inclusive com múltiplas fraturas.

O caseiro do aeroclube disse que a aeronave teria perdido altura e caído do lado esquerdo da pista de terra existente no local. O instrutor do piloto acidentado disse que voou no mesmo ultraleve na última sexta-feira (8) e que o equipamento estava em perfeitas condições e com a manutenção em dia. As reais causas do acidente ainda serão investigadas. A Polícia Científica determinou a perícia do ultraleve e do local do acidente e a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) acompanha o caso.