Carro foi encontrado totalmente queimado com corpo dentro, também carbonizado (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Depois de três meses de trabalho, a Polícia Civil conseguiu esclarecer a morte do jovem Igor Rafael de Souza, cujo corpo foi encontrado carbonizado dentro de um veículo queimado em Itapira.

As investigações conduzidas pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Mogi Guaçu, sob o comando da delegada Edna Elvira Salgado Martins, concluíram que ele foi vítima de latrocínio – roubo seguido de morte.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

O caso aconteceu no dia 1º de setembro de 2020. O jovem residia em Jaguariúna (SP) e vendia telefones celulares.

Dois homens, que são irmãos, de 28 e de 21 anos, são acusados da autoria do bárbaro crime e tiveram suas prisões preventivas decretadas. Eles são residentes em Santo Antônio de Posse (SP).

De acordo com a delegada, um deles foi preso neste sábado (2), enquanto que o outro já estava preso temporariamente. Se forem condenados, eles poderão pegar entre 20 e 30 anos de cadeia.

Os nomes de ambos não foram divulgados pela polícia. Ainda segundo a autoridade, um dos irmãos mantinha contato com a vítima e atraiu o jovem para uma emboscada com o objetivo roubar os aparelhos telefônicos.

Um dos celulares que estava com a vítima, inclusive, foi apreendido com um dos acusados durante sua prisão neste sábado. Os trabalhos investigativos tiveram apoio de policias civis de Itapira e de Santo Antônio de Posse, além da GCM (Guarda Civil Municipal) da Posse.

  • O CRIME

O corpo de Igor foi localizado após um carro ser avistado em chamas em uma área rural de difícil acesso entre Itapira e Amparo. O corpo estava no assoalho atrás dos bancos dianteiros, totalmente carbonizado, o que dificultou bastante sua identificação.

Um exame de DNA confirmou que se tratava do corpo do jovem, com o resultado saindo somente em outubro, quando enfim seus restos mortais puderam ser sepultados. Ainda de acordo com a polícia, a causa da morte foi traumatismo craniano por disparo de arma de fogo.

Publicidade - Anuncie aqui