Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Foram presos em Mogi Mirim dois dos três detentos integrantes do programa de ressocialização através do trabalho acusados de assaltar uma residência em um condomínio fechado em Itapira.

O crime aconteceu na última segunda-feira (8) e eles foram novamente recapturados pela Polícia Militar de Mogi Mirim nesta terça-feira (9).

Segundo informado pelo SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Itapira, os dois homens que foram recapturados são Lucas Souza Oliveira e Rodrigo Lopes, ambos de 23 anos. O terceiro elemento, identificado por Maicon Castro Silva, segue foragido.

Segundo as vítimas, foi ele quem apresentou comportamento bastante violento durante o roubo, ameaçando-as com uma foice. Nenhum objeto roubado foi recuperado, bem como o dinheiro.

Reeducandos foram novamente presos (Divulgação)

Os três atuavam em trabalhos de capina, roçagem, manutenção e limpeza de vias públicas em Itapira por meio do convênio firmado entre a Prefeitura e a FUNAP (Fundação Dr. Manoel Pedro Pimentel).

Contudo, na data do crime, eles não retornaram ao ônibus após o almoço. Em seguida, a GCM (Guarda Civil Municipal) recebeu informações sobre a invasão da casa em um residencial no bairro dos Pinheiros.

Dois criminosos invadiram a casa e o outro teria permanecido dando cobertura. No imóvel estava uma mulher – moradora – e suas duas crianças, além da empregada e da sogra da moradora. Os indivíduos se apoderaram de cerca de R$ 2 mil em dinheiro, jóias e relógios, celular, notebook e outros pertences, bem como bebidas, e fugiram.

O convênio firmado entre a Prefeitura permite que os detentos atuem em regime semiaberto para cumprirem jornadas de trabalho em limpezas públicas. O mesmo programa é adotado em cidades da região, como Mogi Mirim.

Esta não é a primeira vez que integrantes do grupo se envolvem em ações criminosas, aproveitando do benefício concedido. O tema já foi alvo de muita polêmica após furto ocorrido em uma casa no Parque Santa Bárbara, bem com apreensão de celular e maconha com outros detentos.