Ponte sofreu danos com forte enxurrada (Leo Santos)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Ponte sofreu danos com forte enxurrada (Leo Santos)
Ponte sofreu danos com forte enxurrada (Leo Santos)
Publicidade - Anuncie aqui

Uma ponte localizada no Distrito de Barão Ataliba Nogueira está sendo recuperada pela Prefeitura, depois de ter suas cabeceiras destruídas pela forte chuva do último final de semana.

A estrutura que fica sobre um córrego não resistiu à forte enxurrada da noite de sexta-feira (15) e cedeu, abrindo duas crateras nas extremidades da ponte. Por ser a única ligação entre o bairro rural e um novo loteamento, o caso demandou atuação rápida das equipes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

Felizmente, no sábado, a chuva parou e já foi possível aterrar as duas cabeceiras. O asfalto, contudo, precisará ser refeito no local. No Distrito de Eleutério, uma ponte de madeira de uma propriedade rural também foi levada pelas águas, ficando enroscada em outra ponte, de concreto, em uma estrada de acesso ao bairro. Neste caso, bastou a retirada da ponte para que a água voltasse a escoar normalmente.

Estrutura já recebeu reparos e tráfego foi liberado (Leo Santos)
Estrutura já recebeu reparos e tráfego foi liberado (Leo Santos)

Também na sexta-feira, parte do barranco do Córrego Santa Bárbara, às margens da Avenida Lions Club, cedeu devido ao nível das águas que subiu rápido. Até a tarde desta segunda-feira (18), homens da Prefeitura ainda trabalhavam na recuperação do trecho.

O volume de chuvas entre a tarde de quarta-feira (13) e a madrugada de sexta-feira totalizou 173,4 mm (milímetros), segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) em operação no município. A título de comparação, o saldo de chuvas em três dias foi superior ao dobro do total de chuvas registrado durante todo o mês de janeiro do ano passado. As chuvas torrenciais em curto espaço de tempo colocaram Itapira em estado de atenção na sexta-feira, de acordo com a Defesa Civil Estadual. No dia anterior, diversas ruas do município já haviam sido alagadas.

REGIÃO

Ruas de Mogi Guaçu foram alagadas (Divulgação)
Ruas de Mogi Guaçu foram alagadas (Divulgação)

Na região, cidades como Mogi Mirim, Mogi Guaçu e Estiva Gerbi enfrentaram inundações. Em Mogi Mirim, a Pedreira Degrava transbordou e as águas invadiram a Rodovia Deputado Nagib Chaib, que faz ligação com Mogi Guaçu, na noite de sexta-feira.

Já em Mogi Guaçu, o Rio Mogi Guaçu invadiu algumas ruas da área central, como trechos do Parque dos Ingás, Chico de Paula e São José, além de inundar o Clube de Campo dos Metalúrgicos. Em Estiva Gerbi, moradores enfrentaram a enchente que chegou a invadir algumas casas depois que as comportas da represa da AES Tietê foram abertas, elevando a vazão do Mogi Guaçu a 500 metros cúbicos por segundo.