Stupp enfrenta alto índice de insatisfação em Mogi (Jornal O Popular)
publicidade
Stupp enfrenta alto índice de insatisfação em Mogi (Jornal O Popular)
Stupp enfrenta alto índice de insatisfação em Mogi (Jornal O Popular)

O prefeito de Mogi Mirim (SP) Gustavo Stupp (PTD) enfrenta um pedido de impeachment oriundo da indignação de parte da população da cidade. O pedido assinado por cerca de 3,5 mil cidadãos foi entregue à Câmara Municipal na noite de segunda-feira (8), durante sessão legislativa.

O documento que reúne adesões de moradores de diversas regiões do município pede a abertura de processo de impeachment baseado em denúncias contra a administração de Stupp.

O pedido agora deverá ser analisado pela Mesa Diretora da Câmara e, caso esteja dotado de todas as exigências legais, poderá ser encaminhado à pauta da próxima sessão, que acontece no dia 15. “Na próxima sessão (o pedido) será lido e os vereadores estarão votando (sic), sendo acolhido aí tem vários outros segmentos que o regimento pede pra ser seguido (sic)”m informou o presidente da Câmara, Benedito José do Couto (PV).

De acordo com o Regimento Interno da Câmara de Mogi Mirim, caso o pedido seja acolhido pela maioria absoluta dos membros da Câmara, no mesmo dia será constituída uma comissão processante que deverá dar andamento à análise e desdobramentos do pedido que visa afastar o prefeito do cargo.

Mesmo que o pedido seja acolhido, os trabalhos não devem começar neste ano, uma vez que a próxima sessão é a última antes do recesso parlamentar da Casa. “Para mim, um momento extremamente triste, um jovem, fui vereadora com ele por quatro anos, cheio de esperança, e hoje nos decepciona como administrador”, disse a vereadora Maria Helena Scudeler de Barros (PSDB) ao usar a tribuna.

O vereador Cinoê Duzo (PSD) também falou e fez a “tradução do impeachment” direcionada a Stupp e seu vice, Gerson Rossi Júnior (PPS). “O povo não aguenta mais vocês, não querem mais vocês”, disparou.

As movimentações em torno do desejo de impeachment por parte da população de Mogi Mirim começou de forma virtual e ganhou as ruas, inclusive com manifestações na praça central da cidade e no próprio plenário da Câmara. Stupp foi eleito no primeiro turno das eleições de 2012, com 16.109 votos

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui