Mercado Municipal deve ser reformado, dizem vereadores (Paulo Bellini/ItapiraNews)

O governo do prefeito Toninho Bellini (PSD) está trabalhando em um projeto que prevê a reforma e ampliação do Mercado Municipal de Itapira.

Embora ainda não exista uma previsão concreta de quando o projeto sairá do papel, a intenção foi confirmada à reportagem do Itapira News pelo prefeito Toninho Bellini (PSD).

“Estamos desenvolvendo um projeto de reforma e recuperação total do Mercadão. Após a conclusão do projeto vamos orçar a obra, avaliar o orçamento e aí definir um cronograma de execução”, disse.

Nesta semana, o tema foi abordado durante a sessão da Câmara Municipal, oportunidade na qual os vereadores governistas André Siqueira (PSL) e Mino Nicolai (PSL) também garantiram que o projeto está em andamento.

Segundo os parlamentares, o espaço situado na esquina das ruas Bento da Rocha e Campos Salles será totalmente revitalizado, incluindo ampliação com cobertura da atual área de estacionamento.

Espaço deverá ser totalmente revitalizado, dizem prefeito e vereadores (Paulo Bellini/ItapiraNews)

A discussão em torno do assunto começou a partir de uma indicação apresentada pelo vereador Carlinhos Sartori (PSDB) sugerindo que a Prefeitura realize estudos para possibilitar a obra.

Em resposta, Siqueira revelou que “o prefeito está com o projeto nas mãos, já está sendo executado”, afirmando que ainda que já estão sendo buscadas verbas na ordem de R$ 2 milhões para subsidiar o investimento.

Os valores, ainda segundo o vereador, deverão ser destinados através de emenda parlamentar do deputado estadual Júnior Bozzella (PSL). Nenhum prazo para que as obras ocorram, entretanto, foi estimado.

Irmão do prefeito e também vereador situacionista, Mino Nicolai complementou a fala do colega dizendo que será realizada uma “reestruturação que será um grande exemplo para a região”.

“O maior obstáculo era como se construir uma área totalmente nova, na qual será coberta a parte de baixo, sem que os comerciantes (do Mercadão) ficassem sem poder trabalhar. Então está sendo procurado um local no qual eles possam ficar no período em que estiver sendo feita a reforma, esse é o grande motivo de ainda não ter começado a reforma”, disse.

A reforma do Mercadão também já foi pauta na administração anterior, tanto em propostas de campanha quando em solicitações da então base governista, mas até hoje o espaço ainda aguarda pelas propagadas intervenções.

Publicidade - Anuncie aqui