Caami nunca funcionou desde sua inauguração no final de 2020 (ItapiraNews/Direitos reservados)
publicidade - anuncie aqui

A Prefeitura pretende colocar o Caami (Centro de Acolhimento de Animais de Itapira) em funcionamento até julho.

A informação foi confirmada à reportagem do Itapira News pelo vice-prefeito Mário da Fonseca (MDB), na manhã de sexta-feira (24), um dia depois da Câmara Municipal aprovar projeto de lei para abertura de crédito especial de R$ 320 mil, valor que servirá de fomento à entidade interessada em assumir a gestão do serviço.

“Estamos nos últimos preparativos da parte burocrática, para uma entidade ligada aos animais assumir (o Caami). Será feito um chamamento público e estamos até disponibilizando um fomento para a entidade que tiver interesse”, explicou.

Ele reiterou que o plano da administração municipal é ter o Caami em pleno funcionamento no máximo em 60 dias, ou seja, no final de julho.

Na sessão de quinta-feira (23), a Câmara Municipal aprovou por unanimidade um projeto de lei de autoria do prefeito Toninho Bellini (PSD), que autoriza a abertura de crédito especial no valor de R$ 320 mil.

O valor será anulado da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e canalizado ao Fundo Municipal de Proteção Animal, para que a Prefeitura firme um termo de fomento com a ONG (Organização Não-Governamental) que gerenciará o Caami. A medida foi necessária porque não ficou prevista dotação para esta finalidade no Orçamento Municipal de 2024.

Em reportagem publicada em janeiro, o Itapira News havia antecipado a intenção da administração municipal oferecer a gestão do Centro para uma instituição ligada à proteção dos animais – cães e gatos.

Construído ao lado do Almoxarifado Municipal, às margens da Rodovia SP-147 (Itapira-Lindoia), o Caami segue fechado desde a inauguração, há quase quatro anos, sem jamais ter funcionado até o momento.

A Prefeitura afirma que foram identificadas falhas que demandaram a necessidade de novas obras no espaço. Após a realização dos ajustes, com trabalhos concluídos no primeiro trimestre de 2023, a administração informou que estudava as opções de gerenciamento do local.

Print Friendly, PDF & Email
Publicidade - Anuncie aqui