Área da antiga Alcici e Argi, no Cubatão, abandonada há anos (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Alvo de inúmeras reclamações de vizinhos e moradores próximos e palco de atividades ilícitas, a antiga área que no passado abrigava atividades industriais de empresas do ramo papeleiro, no Cubatão, recebeu intervenção da Prefeitura na tarde da última terça-feira (20).

A ação ocorre em atendimento a manifestações do MP (Ministério Público), que já vinha cobrando providências em relação ao local que em julho de 2016 concentrou um dos maiores incêndios da história do município.

Segundo nota divulgada pela assessoria de comunicação da administração, o prefeito José Natalino Paganini (PSDB) esteve nas dependências do antigo complexo industrial acompanhado de outros membros da Prefeitura.

“O prefeito determinou a imediata limpeza do local, e ainda, a realização de obras que dificultem o acesso e a utilização do espaço”, informou a nota. Segundo o prefeito, a administração está negociando com o proprietário do espaço no sentido de se encontrar uma ampla e definitiva solução para a questão – dificultada por inúmeros processos judiciais que envolvem a área e a massa falida de empresas que funcionaram no local, como a Alcici e a Aergi.

Local também foi alvo de operação da GCM (Divulgação)
  • OPERAÇÃO

Ainda segundo informado pela Prefeitura, nesta quarta-feira (21) a área foi palco de uma operação da GCM (Guarda Civil Municipal) com o objetivo de solicitar aos invasores que habitam o local a se retirarem. A administração informou que os trabalhos de limpeza e fechamento dos prédios abandonados e do complexo terão início na próxima segunda-feira (26).

Ainda de acordo com a Prefeitura, durante a operação foi realizadas apreensões de drogas e detenção de usuários e de supostos traficantes, além de prisões por furto e em razão de mandado de prisão. Não foram fornecidos mais detalhes sobre as pessoas detidas, apreendidas ou presas.