publicidade

A Prefeitura de Itapira divulgou uma nota oficial na tarde desta quinta-feira (18) negando que exista um surto de casos de Covid-19 em escolas municipais.

A publicação é uma reação da administração municipal às informações publicadas em redes sociais acerca de suposta onda de contaminações de crianças e professores pelo coronavírus na cidade.

Vale detalhar que o termo “surto”, utilizado pela Prefeitura, se refere a situações mas quais ocorram vários casos simultâneos da mesma doença em uma única região.

Atualmente, segundo a Secretaria Municipal de Educação, há seis alunos e dois professores com diagnóstico positivo para a Covid, além de mais 16 alunos e dois professores com suspeita de contágio.

Ao todo, são cerca de três mil alunos na Educação Fundamental, mais 1.500 na Educação Infantil (Pré-Escola) e outros 1.500 nas creches.

Em razão dos casos conformados e dos suspeitos, 31 salas estão em quarentena preventiva. Os dados se referem ao levantamento desta quinta-feira, dia 18 de novembro.

“O protocolo preventivo adotado pelas unidades – que é acompanhado pela Secretaria Municipal de Saúde – prevê o fechamento temporário de salas quando há casos positivos, suspeitos ou de contactantes de positivos envolvendo alunos ou professores”, esclarece a nota da Prefeitura.

Segundo a administração, nesse caso os alunos voltam para a aula remota durante a quarentena de 14 dias ou até que o caso suspeito seja negativado através de exame.

Durante esse período, o professor dá o suporte necessário através de grupo de mensagens instantâneas, grava vídeos explicativos das atividades a serem realizadas pelos alunos e esclarece dúvidas dos familiares e alunos

“A Prefeitura de Itapira aproveita para ressaltar que todos os dados de casos positivos são divulgados no boletim de monitoramento do coronavírus, inclusive com tabela de faixas etárias”, finaliza a nota oficial.


Situação epidemiológica nas unidades escolares municipais em Itapira: *
  • Casos positivos:
6 alunos (2 do Ensino Fundamental, 2 da Educação Infantil – EMEB e 2 da Educação Infantil – Creche)
1 professor (Ensino Fundamental)
  • Casos suspeitos:
16 alunos (8 do Ensino Fundamental, 7 da Educação Infantil – EMEB e 1 da Educação Infantil – Creche)
2 professores (1 do Ensino Fundamental e 1 da Educação Infantil – Creche)
  • Salas em quarentena preventiva
13 no Ensino Fundamental
10 na Educação Infantil – Pré-Escola
8 na Educação Infantil – Creche
  • Média de alunos
Ensino Fundamental: 3.000 alunos
Educação Infantil – Pré-Escola: 1.500 alunos
Educação Infantil – Creche: 1.500 alunos

 

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui