Ambientalistas palestraram durante evento (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A noite da última terça-feira (19) marcou a realização do II Seminário de Sustentabilidade Ambiental com o tema ‘Água: Desafios para a Preservação’. O evento aconteceu no Auditório do Museu de História Natural de Itapira sob a coordenação do Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e Sustentabilidade) de Itapira.

Com palestras educativas sobre o tema, o evento faz parte do Programa de Sustentabilidade Ambiental do Comdema, que além de prever atividades no mês de março em referência ao Dia Mundial da Água (celebrado nesta sexta-feira, dia 22) e das Florestas, também contará com ações em setembro em comemoração ao Dia da Árvore e Dia da Defesa da Fauna.

O evento foi fundamentado em abordagens atuais sobre a preservação da água, conservação do solo para evitar o assoreamento de corpos d’agua, sistemas agroflorestais, proteção de nascentes, dentre outros tópicos. Segundo o biólogo Anderson Martelli, presidente do conselho, houve uma ótima interação dos presentes.

“Essas abordagens visam tomadas de decisões conjuntas, estimulando ações municipais em prol da proteção desse recurso natural que está se tornando escasso, criando uma responsabilidade mútua entre gestores e sociedade e transformando-os em atores sociais comprometidos com as questões ambientais de suas cidades”, afirmou.

Martelli abriu as palestras falando sobre o “Comdema e sua interface no município”. Em seguida, a bióloga Maria Odete Melo explanou sobre “Sistemas Agroflorestais e Proteção das Águas”. Os engenheiros agrônomos da CATI Antônio Marcos A. de Oliveira e Luis Antonio Dias de Sá foram responsáveis pela palestra  “Projeto Nascente e Conservação do Solo: experiências e implantação em Itapira”.

Logo após, o engenheiro ambiental do SAAE Denis Augusto Mathias falou sobre o “Controle e redução de perdas de água desenvolvido em Itapira”. Finalizando o evento, a bióloga Rayssa Bernarde Guinato palestrou sobre “A crise hídrica e a transição para a sustentabilidade”.

Segundo relatório da Organização Mundial de Saúde e da UNICEF, cerca de 1,5 milhão de crianças morrem anualmente por problemas relacionados à água – seja por falta dela ou pela ingestão de água de má qualidade. Outro relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente revela que cerca de 1 bilhão de pessoas, especialmente na África, usa fontes de água impróprias para o consumo. Enquanto isso, em países ricos, o consumo de água é exagerado.

“O  Comdema agradece à Secretaria de Cultura e Turismo por ceder o espaço para a execução dessa atividade, à Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente pelo apoio, aos palestrantes que dedicaram de seu tempo para as explanações e a todos os presentes pela participação”, concluiu Martelli.