Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Centenas de detentos entraram em rebelião em vários presídios paulistas no final da tarde desta segunda-feira (16).


Houve registros de fuga em massa em pelo menos cinco unidades prisionais no interior, litoral e na Grande São Paulo.

As primeiras informações atribuem às rebeliões a uma resposta dos presos ao cancelamento da saída temporária de detentos em regime semiaberto, que aconteceria nesta terça-feira (17).

A saída temporária foi suspensa pela CGJ (Corregedoria Geral da Justiça), que considerou a necessidade de alteração da data porque ao retornarem ao sistema prisional os detentos seriam potenciais transmissores do coronavírus aos demais encarcerados.

Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que “estão ocorrendo atos de insubordinação em unidades prisionais em Mongaguá, Tremembé, Porto Feliz e Mirandópolis.

Há informações ainda de rebelião também no Centro de Ressocialização de Sumaré. Em alguns presídios, funcionários foram feitos reféns. Ainda não há confirmação de quantos detentos conseguiram fugir e se já teve recapturas.