Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A edição 2019 do Circuito Sesc de Artes em Itapira foi bem avaliada. O evento ocorrido na última sexta-feira (29) ocupou o Parque Juca Mulato com muitas atrações artísticas distribuídas entre oficinas de pintura, poesias, música – com direito a uma típica roda de samba – e até espetáculo circense direto da Bélgica.

Neste ano, Itapira foi a primeira das 121 cidades integrantes do Circuito Sesc de Artes a receber a programação multilinguagem. Os municípios vizinhos de Mogi Guaçu e Mogi Mirim também receberam os eventos no mesmo fim de semana. Tudo gratuito e aberto ao público.

O pontapé inicial da maratona cultural em Itapira ganhou aprovação positiva da produção, a cargo da equipe campineira do Sesc São Paulo. “Correspondeu bastante às nossas expectativas, tivemos um apoio muito importante da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, e do Sindicato do Comércio Varejista de Itapira. A configuração das atividades no parque, de forma que ficaram concentradas, permitiu que o público fizesse mesmo um roteiro, saindo de uma atividade para outra e circulando por todo o espaço, gerando uma grande integração”, comentou Christine Villa, supervisora de programação do Sesc Campinas.

Circuito Sesc de Artes começou temporada por Itapira neste ano

Ela lembrou ainda que o Circuito Sesc de Artes estreou com o pé direito em Itapira, abrindo uma programação que se estenderá até o dia 14 deste mês por cidades do interior e do litoral paulista, além da capital e Grande São Paulo. “Foi a primeira parada do Circuito neste ano e não tivemos nenhum problema, nenhuma dificuldade técnica, foi realmente muito positivo”.

A programação do evento trouxe ao município atividades como o Tramar – Entre Trançados de Sons e Gestos, que envolveu crianças e adultos em uma brincadeira indígena com barbantes esticados em meio às árvores do parque. O Circo Democrático da Bélgica arrancou gargalhadas do público com um espetáculo repleto de interação e misturando elementos como sapateado e malabarismos em meio a muito bom humor.

Uma câmera fotográfica gigante também foi atração, levando os participantes a um passeio que apresenta o processo fotográfico por dentro. Outro destaque ficou por conta da cinegrafia do clássico A Pantera Cor-de-Rosa, no qual dois músicos executam ao vivo a trilha sonora do filme mudo.

Roda de samba foi atração final do evento

Uma oficina de fanzines e lambe-lambes também chamou muito a atenção de quem passou pelo evento, cuja música ficou por conta de um repertório dançante e eclético da DJ Evelyn Cristina. A edição foi encerrada com show do Quintal do Prettos, uma roda de samba com clássicos do gênero tipicamente brasileiro.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Ricardo Pecego, também aprovou a realização de mais uma edição do Circuito Sesc de Artes em Itapira. “Traz uma diversidade de atividades que a cidade muitas vezes não contempla. Isso enriquece nosso espaço e faz com que as pessoas, mesmo as do meio cultural, enxerguem essas questões estruturais como fundamentais para se ter uma boa apresentação”, destacou. A programação do Circuito Sesc de Artes 2019 pode ser conferida no site oficial do projeto.