Ônibus escolar enfrenta problemas para transitar na estrada, diz Secretaria de Educação
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Estudantes que residem na região rural do Bairro dos Cardoso, em Itapira, foram prejudicados pela ausência do ônibus escolar nos pontos de embarque e desembarque habituais nos últimos dias.

O problema gerou grande insatisfação em várias pessoas e foi relatado à reportagem pela dona-de-casa Janaína Aparecida Pança, 28. Segundo ela, seus filhos – um menino de 10 anos e uma menina de 12, perderam vários dias de aula pelo fato do ônibus não chegar até a propriedade em que moram.

“O ônibus não veio em pelo menos sete dias desde a semana anterior ao carnaval. Ficou parado perto da granja que tem aqui na nossa região, mas fica a três quilômetros de onde moro”, explicou.

De acordo com ela, o motivo alegado pelos motoristas foi o estado crítico de um trecho da estrada após as chuvas recentes. “Mas eu acho que dava sim para passar. Os pais que têm carro ou moto levam os filhos até a granja, mas eu só tenho moto e são duas crianças. Eles perderam pelo menos sete dias de aula já”, relatou.

Por conta do problema, Janaína precisou até mesmo ir ao Conselho Tutelar para justificar a ausência dos filhos na escola. “Ano passado, nessa época, o ônibus também não veio em alguns dias por causa da situação da estrada, mas foi uma ou duas vezes e não um monte de dia seguidos”, completou.

Equipes da Prefeitura atuam na estrada
  • OUTRO LADO

A reportagem foi conferir de perto as condições da estrada na tarde da última terça-feira (12). A ligação entre a região em que Janaína reside e o trecho urbano da cidade, com acesso pela Rodovia SP-147 (Itapira-Lindóa), tem cerca de oito quilômetros de extensão.

O trecho mais danificado por conta das últimas chuvas fica mesmo na extensão entre a granja e a propriedade em que a reclamante reside. Na ocasião em que a reportagem foi checar o assunto, máquinas da Prefeitura estavam atuando no local.

O secretário municipal de Serviços Públicos, Paulo José de Oliveira, também estava no trecho acompanhando os trabalhos. De acordo com ele, estão sendo criados dispositivos para permitir o escoamento correto da água da chuva no trecho, além da compactação do solo com pedras, o que deverá melhorar bastante a situação.

No momento em que a reportagem estava no local, um ônibus escolar chegou a passar no trecho. Na manhã de quarta-feira (13), Janaína confirmou que o ônibus já fez o percurso normal, mas nesta quinta-feira as crianças voltaram a ficar sem o transporte após as chuvas da madrugada, segundo informado por ela à reportagem.

Em nota enviada ao Itapira News, a Secretaria Municipal de Educação disse que “a formalização da reclamação do problema com o transporte ocorreu na terça-feira, dia 12 de março” e que “mesmo assim, sabendo do problema, a pasta já havia notificado a empresa responsável, que alegou não ir até o ponto das crianças devido a qualidade da estrada”.

A nota também citou a atuação da Secretaria Municipal de Serviços Públicos nos trabalhos de manutenção corretiva na estrada e confirmou que na manhã de quarta “o ônibus transitou normalmente. “A Secretaria de Educação lamenta o transtorno causado, mas informa que todos os problemas relacionados à transporte devem ser comunicados de maneira formal à pasta para que possa ocorrer a notificação da empresa”.