Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O Procon-SP (Serviço de Proteção ao Consumidor) emitiu um alerta a respeito do crescente número de casos envolvendo o chamado ‘golpe do WhatsApp’.

Na prática, a ação criminosa tem por objetivo se apoderar das contas dos usuários no aplicativo para aplicar outros golpes e fazer mais vítimas.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

“Nesse momento de pandemia, os golpes pela internet e redes sociais explodiram. É preciso que o consumidor desconfie sempre, redobre a atenção e nunca forneça senhas ou sequência de números”, destaca Fernando Capez, secretário de Defesa do Consumidor.

Geralmente, o golpe começa com uma ligação no qual o golpista diz ser funcionário de um site de compra no qual a vítima teria configurado um anúncio, por exemplo.

Ele pede que a pessoa digite um código de seis números para supostamente ativar o anúncio, mas na verdade se trata de um código de verificação do aplicativo de mensagens.

Com esse código, o criminoso consegue clonar a conta da vítima. Após a clonagem, o golpista passa a enviar mensagens para os contatos da pessoa pedindo dinheiro em seu nome.

Uma das principais dicas para evitar esse tipo de ação é habilitar a chamada ‘verificação em duas etapas’ no WhatsApp, disponível em ‘configurações > conta’.

Caso tenha sido vítima do golpe, a pessoa deve entrar em contato pelo e-mail [email protected] e pedir a desativação temporária da conta.