Professor Barreto recebe nova homenagem em Itapira (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo definiu uma programação mensal que vai render homenagens a diversas personalidades itapirenses inseridas na marca comemorativa dos 200 anos de Itapira.

O primeiro deles, homenageado de janeiro, é o professor de Educação Física José de Oliveira Barretto Sobrinho, o popular Zé Barretto, atualmente com 84 anos.

Com extensa trajetória ligada às práticas esportivas e desportivas, Professor Barretto é figura carismática e reconhecida em todos os cantos da cidade, com grande influência e participação na vida de milhares de itapirenses.

Nascido em em Itapira no dia 5 de outubro de 1935, filho de Joaquim de Oliveira Barretto e Ruth Cintra Barretto, cursou o Preparatório na escola particular da professora Diva Ornellas, estudando posteriormente no Ginásio do Estado e se formando como professor primário no Curso Normal.

Neste meio tempo, trabalhou na loja de tecidos e armarinhos de sua família, a Casa Barretto, e mascateou nos sítios e fazendas do município. Entre os anos de 1956 e 1958 ingressou em primeiro lugar na Escola Nacional de Educação Física e Desportos da Universidade do Brasil, que funcionava na Praia Vermelha, que depois de alguns anos transformou-se na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e foi transferida para a ilha do Fundão.

Atleta tem grande histórico de atividades esportivas (Divulgação)

Cursou também uma Especialização Técnica de Massagem Desportiva, na USP, que depois se transformou em Curso de Fisioterapia, e o Curso Técnico de Natação, também na USP. Em sua incansável vida de luta em favor do esporte e da saúde física e mental, José Barretto trabalhou Sociedade Pestalozzi do Brasil, no Rio, com foco na educação e assistência à  criança portadora de deficiência.

Trabalhou também com meninos e adolescentes da favela do Leme. Foi voluntário no trabalho com os adolescentes carentes da Fundação Romão Duarte, no Flamengo, e para os alunos do Curso primário do Colégio Piedade, no subúrbio carioca.  Trabalhou também na Clínica de Reabilitação próxima do Hospital Matarazzo com acidentados do trabalho, casos de poliomielite, treinamento com próteses para amputados dos membros e outros casos.

Foi professor no Ginásio Estadual de Mairiporã e professor de Educação Física no Lar Escola São Francisco, com sessenta deficientes físicos. Trabalhou no Departamento Infanto-Juvenil e com adultos no Clube Atlético Paulistano. Em Itapira, teve um salão de Fisioterapia no andar térreo do sobrado de sua família.

Entre 1961 e 1986 foi professor de Educação Física do Instituto Estadual de Educação “Elvira Santos Oliveira” (IEEESO). Introduziu atividades físico-desportivas no tratamento de pacientes no então Sanatório “Américo Bairral” e na Clínica de Repouso Santa Fé.

Durante a administração do então prefeito José Antônio Barros Munhoz, atual deputado estadual, Barretto coordenou o Esporte Municipal, trabalhando paralelamente na Prefeitura Municipal de Itapira e no Colégio Integral Aplicado Anglo entre 1986 e 2002.

Foram inúmeras as atividades desenvolvidas pelo Professor Barretto relacionadas a caminhadas, corridas, passeios de bicicletas e diversos outros eventos esportivos e desportivos.

Como atleta, também viajou aos EUA e ao México, assistiu aos Jogos Panamericanos no Brasil e se superou em diversos desafios de natação e criou grupos de atividades voltadas à prática esportiva e qualidade de vida, entre tantas outras atividades ao longo de toda a vida.

José de Oliveira Barretto Sobrinho casou-se com Zuma Claudete Duarte Barretto, com quem teve os filhos Momaya Duarte Barretto de Souza, Kleber Duarte Barretto, Klaus Duarte  Barretto e Kaique Duarte Barretto, que deram a ele quatro netos.