Bellini ao lado de Cesto e Vieira durante live na Prefeitura (Divulgação)

Os professores da Rede Municipal de Ensino de Itapira e equipes de apoio escolar serão submetidos a testes de detecção de Covid-19.

A informação é do prefeito Toninho Bellini (PSD) e foi anunciada durante a transmissão ao vivo (live) sobre a situação da pandemia em Itapira na noite da última quinta-feira (25) ao lado do secretário de Saúde, Vladen Vieira, e do coordenador do Comitê Covid-19, Marcelo Cesto.

De acordo com o prefeito, a intenção é testar todos os professores para o retorno parcial das aulas presenciais no dia 8 de março, com o objetivo de oferecer tranquilidade no retorno às aulas presenciais para os profissionais, pais e responsáveis e alunos.

“Acredito que será de extrema importância, porque temos o plano de retomada das aulas em um sistema híbrido, estamos tomando todas as providências para que isso aconteça”, comentou Bellini.

A testagem deve começar já nesta segunda-feira (1). Segundo a Prefeitura, os profissionais, a começar pelos professores, estão sendo convocados para comparecerem à Divisão de Vigilância Epidemiológica em dia e horário previamente agendado.

O teste rápido utilizado será o Hilab, fornecidos através de parceria com o Instituto Butantan. O resultado sai em cerca de 15 minutos e traz os resultados para os anticorpos IgG e IgM, cujo resultado aponta se o paciente teve ou não contato com o vírus e se ele está ou não ativo.

A estimativa é que aproximadamente 650 profissionais da Secretaria Municipal de Educação sejam testados, sendo 400 deles já na primeira semana. Serão testados apenas os assintomáticos, caso algum profissional apresente sintoma de coronavírus será encaminhado para o atendimento padrão no Pronto Socorro de Síndromes Gripais.

“Caso haja algum caso positivo, todo o protocolo será seguido”, destaca nota da administração. Segundo o prefeito uma pesquisa realizada junto aos pais de alunos da Rede Municipal de Ensino revelou que 68% deles desejam o retorno das aulas presenciais, enquanto que 32% são contrários à volta neste momento.

Publicidade - Anuncie aqui