publicidade - anuncie aqui

Um PL (Projeto de Lei) que passou a tramitar na Câmara Municipal de Itapira pretende elevar o subsídio mensal dos vereadores para quase R$ 10 mil a partir da próxima legislatura.

O texto deu entrada na pauta do Legislativo na sessão desta quinta-feira (18) e foi enviado à análise das Comissões Permanentes. A expectativa é que a votação aconteça em até duas semanas.

Caso o projeto seja aprovado, cada um dos vereadores da Câmara itapirense saltará dos atuais R$ 5.264,05 (cinco mil duzentos e sessenta e quatro reais e cinco centavos) para R$ 9.890,00 (nove mil oitocentos e noventa reais), representando um acréscimo de R$ 4.625,95, ou quase 88%.

O último reajuste do subsídio dos vereadores ocorreu em novembro de 2014, retroativo a maio do mesmo ano, com acréscimo de 6,28% ao então salário de R$ 4.953,00, chegando então ao patamar atual.

Antes disso, em 2012, a pressão gerada por movimentos populares frustrou os planos de um reajuste para R$ 6.430,00 que valeria a partir de janeiro de 2013. Se entrar em vigor, o novo valor proposto agora na Câmara será pago a partir de 1º de janeiro de 2025 até 31 de dezembro de 2028.

O texto é de autoria da Comissão de Finanças e Orçamento, que tem como presidente o vereador Fábio Galvão dos Santos (PSD) e como membros os vereadores André Siqueira (MDB) e Beth Manoel (MDB).

Vale lembrar que, a partir da próxima legislatura, o número de vagas para vereadores na Câmara Municipal de Itapira também subirá de 10 para 13 conforme projeto aprovado ainda em 2023.

Print Friendly, PDF & Email
Publicidade - Anuncie aqui