Prefeito e secretários se reuniram com integrantes do projeto (Divulgação)

As secretarias municipais de Esportes e Lazer e de Saúde se uniram para colocar em prática um de realização de atividades físicas para três grupos de pacientes com doenças crônicas: hipertensos, diabéticos e obesos.

Pacientes com sequelas pós-Covid também deverão ser incluídos. Intitulado de ‘SuperAção’, o projeto será desenvolvido nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e tem como principal objetivo incorporar a prática de atividade física na vida desses pacientes e, desta forma, contribuir para a melhora do quadro clínico e da qualidade de vida de cada um.

Na semana passada, o prefeito Toninho Bellini (PSD), os secretários municipais de Saúde, Vladen Vieira, e o de Esportes e Lazer, Flávio Boretti, se reuniram com a diretora da Rede Básica de Saúde, Thuê Camargo Ferraz de Ornellas, com o diretor de Esportes, Flávio Figueiredo, e com os professores Priscila Samora Godoy Ribeiro e Moisés Diego Germano para discutir detalhes do projeto.

“A ideia surgiu de uma inquietação da nossa secretaria (Esportes e Lazer) para que tivéssemos um trabalho desenvolvido especificamente na área de saúde. Apresentamos essa ideia para o Secretário de Saúde e de imediato ele nos deu aval para iniciar o quanto antes”, contou Priscila, coordenadora do projeto pela Secretaria de Esportes e Lazer.

As atividades serão personalizadas para cada paciente levando em consideração sua condição clínica e física e serão realizadas nas próprias Unidades Básicas de Saúde ou, em caso de falta de espaço, no local público mais próximo do posto.

As equipes de cada UBS farão o levantamento dos possíveis participantes e, após liberação médica, eles serão encaminhados aos profissionais de educação física.

“As atividades serão organizadas de acordo com o perfil de cada participante e terão vários níveis de treinamento. Serão envolvidos nove professores da Secretaria de Esportes e mais dois da Saúde”, completou Priscila.

A previsão é que as atividades sejam iniciadas em aproximadamente 20 dias e serão feitas de maneira individual, seguindo todos os protocolos de prevenção do coronavírus. Os professores envolvidos no projeto já iniciaram os treinamentos com as coordenações da Secretaria de Esportes e da Saúde.

Publicidade - Anuncie aqui