Rosana, Gabriel, Aura e Fagner: iniciativa do condomínio beneficia entidade
Publicidade - Anuncie aqui também!
Rosana, Gabriel, Aura e Fagner: iniciativa do condomínio beneficia entidade
Rosana, Gabriel, Aura e Fagner: iniciativa do condomínio beneficia entidade
Publicidade - Anuncie aqui

Uma parceria entre o Condomínio Eurovile de Itapira e a Casa da Criança ‘Celencina Caldas Sarkis’ reforçou a coleta de óleo de cozinha usado que contribui diretamente com as atividades da instituição.

Desde a última terça-feira (26) o empreendimento residencial situado no Jardim Progresso, região dos Prados, passou a armazenar o óleo proveniente das cozinhas de seus apartamentos para posterior doação à instituição socioeducativa que atende a crianças carentes.

A parceria foi firmada após gestão de representantes do condomínio junto à direção da Casa da Criança. “Nossa preocupação era com a destinação correta do resíduo de óleo consumido no condomínio. Eu já conhecia o projeto da Casa da Criança e fechamos essa parceria diante da preocupação com o meio ambiente, com a manutenção do condomínio e com o apoio à instituição”, comentou o advogado Gabriel Correa, conselheiro consultivo do Eurovile e idealizador da parceria.

Após reunião com a síndica Rosana Maria da Silva e com o subsíndico Fagner Moreno de Almeida, Correa manteve contato com a administradora da Casa da Criança, Aura Nunes Pereira da Silva, que saudou a nova parceria. “Esse tipo de iniciativa é muito importante para nos ajudar. Todo o dinheiro arrecadado com a venda do óleo é revertido na educação de uma centena de crianças”, salientou.

O tambor para armazenagem do óleo pelos moradores do Eurovile foi disponibilizado na terça-feira e, dois dias depois, na última quinta-feira (28), já começava a receber o produto. Na prática, o projeto consiste na armazenagem do óleo de cozinha usado que, dentro de um cronograma pré-determinado, é recolhido por uma equipe da Casa da Criança.

Casa da Criança atende cerca de 100 alunos (Divulgação)
Casa da Criança atende cerca de 100 alunos (Divulgação)

O óleo é vendido a uma empresa especializada que dá a destinação ecologicamente correta à substância. O dinheiro arrecadado é revertido à manutenção da tradicional entidade com mais de 70 anos de atuação no município. Atualmente, de acordo com Aura, são recolhidos 5.500 mil litros de óleo por mês, mas a meta é chegar, ao menos, a 15 mil. “Isso garantiria uma boa receita para contribuir na gestão da Casa da Criança. Na verdade, pela população da cidade, temos potencial para arrecadar até 30 mil litros, mas se conseguirmos chegar a 15 mil já ficaremos bem contentes”, destacou.

O projeto da Casa da Criança já tem outros condomínios e edifícios como parceiros, além de empresas e estabelecimentos comerciais. Grande parte das doações, porém, parte das residências, daí a importância das donas-de-casa separarem o óleo utilizado e repassar à instituição, que sofre concorrência de empresas de outras cidades que acabam circulando pela cidade em busca de doações.

Para Correa, a parceria tem tudo pra dar certo. “Divulgamos em nossas redes de comunicação com os condôminos e todos aprovaram a iniciativa e, pelo que percebemos, já começaram a depositar o óleo no tambor. A maioria dos moradores tem uma faixa etária mais jovem e se conscientiza rapidamente. Isso é muito positivo e acreditamos que a parceria vai ser um sucesso”, apostou. Como a parceria ainda está em seus primeiros dias, ainda não há uma previsão da quantidade de óleo a ser revertida pelo condomínio à entidade, mas a tendência é que o volume aumente conforme os apartamentos forem sendo habitados. Das 128 unidades distribuídas em quatro torres do residencial, 57 já estão ocupadas. A Casa da Criança fica na Rua Silvio Galizoni, 238, no Cubatão. Mais informações sobre o projeto socioambiental pelo telefone (19) 3863-0229.