Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (8) que a quarentena no estado de São Paulo está prorrogada até o dia 31 de maio.

A expectativa era que as medidas de flexibilização das medidas de isolamento social começassem a ser aplicadas a partir da próxima semana.

“Gostaria de dar uma notícia diferente, mas o cenário é desolador”, disse Doria durante a coletiva de imprensa diária transmitida ao vivo do Palácio dos Bandeirantes.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

Esta é a terceira vez que a quarentena é prorrogada no território paulista, com efeitos nos 645 municípios paulistas.

O último decreto teria validade até a próxima segunda-feira, dia 11 de maio. A previsão inicial era de relaxamento das regras a partir da próxima terça-feira.

“Teremos que prorrogar a quarentena até o dia 31 de maio. Queremos sim, em breve, poder anunciar a retomada gradual da economia. Estamos atravessando o pior momento dessa pandemia”, disse o governador.

Essas medidas, de acordo com ele, estão previstas no chamado ‘Plano São Paulo’, que prevê a reabertura gradual do comércio e retomada em fases da economia no estado. “Autorizar o relaxamento agora seria colocar em risco milhares de vidas”, afirmou.

A nova prorrogação está baseada no aumento dos casos de coronavírus – incluindo óbitos – e na queda nos índices de isolamento social no estado. Até agora, são quase 40 mil casos de coronavírus confirmados no estado de São Paulo. As mortes triplicaram, saltando de 1.134 para 3.206.