Queimadas mobilizam agentes da Defesa Civil quase que diariamente (Reprodução/Defesa Civil)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Queimadas mobilizam agentes da Defesa Civil quase que diariamente (Reprodução/Defesa Civil)
Queimadas mobilizam agentes da Defesa Civil quase que diariamente (Reprodução/Defesa Civil)
Publicidade - Anuncie aqui

Uma série de queimadas atinge uma área na região rural do Bairro dos Limas e Córrego do Coxo, em Itapira. Os focos incêndios, de origem desconhecida, são combatidos há pelo menos quatro dias, mas o fogo acaba retornando.

Apesar da suspeita, não se sabe se as queimadas têm origem criminosa. O fogo atinge uma área mista de mata nativa e cana-de-açúcar e resulta em muita fumaça que paira, principalmente, sobre a região do bairro Istor Luppi, incomodando bastante os moradores.

A Defesa Civil tem se deslocado diversas vezes ao local, onde recebe o apoio de caminhões-pipa da Usina Nossa Senhora Aparecida. O chefe da corporação municipal, Romeu Job Souza, disse que desde o começo do mês a Defesa Civil já atendeu a pelo menos 20 ocorrências de queimadas em áreas rurais do município.

Os casos são comuns nesta época do ano por conta da estiagem. “Por isso, pedimos a ajuda de todos para evitar mais queimadas, que fazem muito mal à saúde”, frisou. “A Defesa Civil, juntamente com a equipe da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, vem se mobilizando quase que diariamente em operações de combate a incêndios em parte da área rural. Ultimamente têm ocorrido vários incêndios nas áreas do Córrego do Coxo, Sítio Grande e Clara Luppi. É importante que todos os proprietários destas localidades também se mobilizem quanto a debelar os focos, evitando a continuidade deste tipo de sinistro”, orientou.

Com o mato seco, é importante que as pessoas fiquem atentas com os locais onde arremessam tocos de cigarros. Também é importante não fazer fogueiras para queimar lixos ou qualquer tipo de vegetação, por exemplo.

CUIDADOS

Durante o período mais seco do ano é importante que a população adote cuidados especiais com a saúde. A baixa Umidade Relativa do Ar acaba gerando muitos problemas respiratórios.

Durante o dia, o período mais crítico é entre 11h00 e 15h00. As principais recomendações são para que as pessoas se hidratem bastante e evitem permanecer expostos ao sol por longos períodos. Exercícios ao ar livre também devem ser evitados, e umidificadores de ar podem ser adotados dentro de caso. Na falta dos equipamentos, baldes com água e toalhas molhadas podem ajudar a umidificar o ar.

Publicidade - Anuncie aqui