Fachada da sede da Rádio Clube em Itapira: mudança de gestão (ItapiraNews)
publicidade

Com mais de 60 anos de história, a Rádio Clube de Itapira vive desde a semana passada um período de transição. O comando da tradicional emissora itapirense sai das mãos da família Fonseca e passa a um grupo regional que já administra outras emissoras na Baixa Mogiana.

Já nesta segunda-feira (4) a programação da AM 930 passou a ser transmitida de um estúdio localizado em Mogi Mirim.

Por enquanto, essa transição ocorre de maneira a tentar ‘salvar’ a rádio local de um possível fechamento.

A reportagem do Itapira News apurou que o grupo, sob o comando do empresário Fábio Gouveia, fez um acordo para assumir a gerência comercial e artística da Clube enquanto algumas pendências financeiras são renegociadas.

O passivo relacionado aos funcionários que por muitos anos trabalharam na Rádio Clube representa um dos principais desafios a serem transpostos para que a negociação prospere.

Fábio Gouveia comanda negociação para assumir a Rádio Clube e evitar fechamento da emissora (Divulgação)

Caso isso ocorra, os novos administradores já miram a migração da frequência AM para a FM, bem com a integração da rádio a alguma rede de emissoras.

A expectativa é que a emissora passe a focar em conteúdos de entretenimento, com estilo musical focado no universo sertanejo. Gouveia disse que aguarda a conclusão das negociações para revelar detalhes adicionais sobre a nova programação e modelo de gestão.

A redação também tentou contato com o empresário Luiz Norberto Fonseca Filho, o Betuska, principal administrador da emissora nas últimas décadas, mas as ligações não completaram.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui