Caso aconteceu na quarta-feira na Rua Padre Amorim (Divulgação/Arquivo Pessoal)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Uma operação para corte de árvores do tipo Leucena, espécie considerada invasora, acabou gerando insatisfação em moradores de um trecho da Rua Padre Amorim, não encontro com a Avenida David Moro, região do Bairro dos Salgados em Itapira.

O problema todo se deu em razão da forma com que o corte foi efetuado. Funcionários da Prefeitura que atuaram no local acabaram deixando para trás uma grande quantidade de pó de serra, resíduos gerados durante a serragem dos troncos, o que incomodou bastante a vizinhança.

A reportagem do Itapira News foi acionada por volta das 18h00 da última quarta-feira (18). O taxista Guilherme Brusasco contou que o pessoal que trabalhava na área fez a supressão de uma árvore de médio porte na avenida defronte à sua casa.

Cortes fazem parte de projeto de supressão de espécie invasora, diz Prefeiutra (Itapira News)

A divisão do tronco e dos galhos em vários pedaços, contudo, ocorreu na Rua Padre Amorim, via de menor fluxo de veículos. “Até aí tudo bem, mas o que nos chateou foi o fato de deixarem toda a sujeira para trás. Um grande desrespeito. Cortaram a árvore com a motosserra no sentido das casas, entrou pó até mesmo na residência da minha vizinha”, reclamou.

De acordo com ele, um motociclista também derrapou no local, surpreendido pelos resíduos, e acabou sofrendo queda. Ele também afirmou que, ao tentar buscar soluções junto ao Almoxarifado Municipal, não encontrou o respaldo esperado. “Me mandaram ligar na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, mas ninguém atendeu. Tentei também na Defesa Civil, mas estavam empenhados em ocorrências. Aí tentei retornar no Almoxarifado e ninguém mais atendeu, e isso ainda era antes das 17h00”, frisou.

  • OUTRO LADO

Logo após a reclamação do morador, a reportagem do Itapira News já manteve contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura. Momentos depois, um caminhão da Secretaria Municipal de Serviços Públicos foi ao local e fez a lavagem da via.

Em nota, a administração confirmou que “o corte das árvores em questão faz parte do Projeto de Controle da Leucena”. “A Secretaria de Serviços Públicos faz o corte das árvores, tritura e em seguida faz a limpeza. O que ocorreu foi que durante esse intervalo do corte e limpeza houve os problemas mencionados. Porém, ainda no final da tarde e início da noite de ontem (quarta-feira) a Prefeitura fez a limpeza do local”, destacou o texto enviado à redação nesta quinta-feira (19).