Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Dois casos praticamente seguidos de roubos de bicicletas acenderam o sinal amarelo para os praticantes de ciclismo em Itapira.

Os crimes foram praticados no último fim de semana, com abordagem de ciclistas que pedalavam por áreas rurais do município.

Nos dois casos, ocorridos entre sábado (16) e domingo (17), as vítimas foram rendidas por ladrões que estavam escondidos às margens das estradas.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

Os ciclistas pedalavam pelas regiões rurais acessadas a partir da região do Rio Manso. Um alerta a quem pratica esse tipo de esporte foi disparado em grupos de aplicativos de mensagens para informar sobre as ocorrências.

O vice-presidente da AIC (Associação Itapirense de Ciclistas), Flávio Cintra, afirma que a principal recomendação aos ciclistas é evitar compartilhar suas rotas com desconhecidos.

“Muitos ciclistas utilizam aplicativos como o Strava, no qual podem adicionar pessoas que acabam tendo acesso aos percursos da pedalada. É preciso ter cuidado, pois há sempre a chance de ter gente mal intencionada acompanhando essas informações”, recomendou.

Segundo ele, outra dica é evitar pedalar sozinho em regiões mais remotas e isoladas. Apensar do período atual de quarentena, muitos ciclistas continuam pedalando em grupos e mantendo o distanciamento recomendado pelas autoridades.

  • REGISTRO

O comandante da Polícia Militar em Itapira, capitão Fábio Vieira, destaca a importância de que essas ocorrências cheguem ao conhecimento das autoridades. “Os delitos devem ser registrados formalmente para que possamos realizar o planejamento do policiamento de forma correta e eficaz”, diz.

O delegado titular de Itapira, Anderson Cassimiro de Lima, também afirma que as vítimas devem registrar formalmente os roubos para que os casos possam ser investigados.

“É muito importante a elaboração do boletim de ocorrência, inclusive constando todos os dados possíveis e a numeração do quadro da bicicleta. Isso permite que em eventuais abordagens ou mesmo durante a investigação esses produtos da ação ilícita possam ser devidamente identificados”.

O delegado lembra que os registros dos delitos podem ser feitos de maneira totalmente online, por meio do sistema de Delegacia Eletrônica pelo site da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

“Não é mais preciso se deslocar fisicamente à delegacia. É possível incluir todos os dados no registro online e esse boletim fica disponível para todo o estado, podendo contribuir bastante para elucidar os casos e combater esse tipo de ação criminosa”, finalizou o delegado.