Alckmin apresentou projeto na capital (A2img/Ciete Silvério)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Alckmin apresentou projeto na capital (A2img/Ciete Silvério)
Alckmin apresentou projeto na capital (A2img/Ciete Silvério)
Publicidade - Anuncie aqui

Desde a última terça-feira (23), dados sobre acidentes e óbitos no trânsito podem ser consultados on-line por qualquer cidadão. Os números fazem parte do relatório “Infosiga SP – Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo”, que além de dar mais transparência vai permitir a criação de ações de segurança para prevenir novas ocorrências.

“Estamos dando um passo muito importante para a redução de uma das principais causas de mortalidade – as chamadas causas externas”, afirmou o governador Geraldo Alckmin. “Antes, a maior causa externa era homicídio. Hoje, é  acidente rodoviário, chegando a quase o dobro o número de perda de vidas”.

A iniciativa faz parte do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, programa do Governo, para promover a segurança viária com meta estipulada pela ONU de diminuir em 50% o número de mortes no trânsito até 2020.  “Queremos superar a meta da década”, afirmou o governador Geraldo Alckmin. Em 2010, o Brasil tinha em torno de 23 mortes por 100 mil habitantes. “São Paulo já está na frente. No mesmo período, tínhamos 17 a cada 100 mil. Só perdemos para a Amazônia”, comparou.

Transparência

O Infosiga SP é baseado na triagem e tabulação de boletins de ocorrência da Polícia Civil do Estado de São Paulo, para o cálculo das estatísticas relativas a óbitos no trânsito. Para cálculo das estatísticas relativas a acidentes de trânsito com vítimas, são utilizados os dados recebidos pela Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal. De acordo com o Infosiga, na comparação de janeiro de 2015 com janeiro de 2016, ocorreu uma queda de 12% no número de óbitos (503 óbitos em janeiro de 2015 contra 441 óbitos em janeiro de 2016). Em janeiro de 2016, 75% dos óbitos ocorridos por acidente de trânsito foram do sexo masculino. Enquanto 19% das vítimas foram mulheres.

Jovens de 18 a 29 anos correspondem a 23% dos óbitos ocorridos por acidente de trânsito em janeiro de 2016. Em janeiro de 2016, do total de óbitos por acidentes de trânsito, 60% ocorreram em função de colisões e atropelamentos. O relatório completo será divulgado todo dia 19 com informações sobre os acidentes e óbitos do mês anterior. As consultas podem ser feitas pela internet, no endereço www.segurancanotransito.sp.gov.br, com informações de todos os 645 municípios do estado de São Paulo. Lá, além da faixa etária, ainda há informações sobre o gênero da vítima, perfil do acidente e tipo do veículo.