Hospital de Campanha pode ser reativado em Itapira, diz secretário (Paulo Bellini/ItapiraNews/Arquivo)
publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde de Itapira está avaliando reabrir o Hospital de Campanha para desafogar o atendimento no Pronto Socorro do Hospital Municipal, carregado em razão do aumento de casos de Covid-19 e de síndromes gripais.

Os números dos casos positivos de coronavírus vêm crescendo nos últimos dias e, somente nas últimas 24 horas, foram registrados mais 58 novos pacientes com diagnóstico positivo da doença na cidade.

A última vez que Itapira registrou mais de 50 casos confirmados em um único dia foi em 16 de julho do ano passado. Segundo o secretário municipal de Saúde, Vladen Vieira, existe a possibilidade de que o chamado ‘Hospital de Solidariedade’ seja novamente ativado a partir da próxima semana.

“Estamos programando abrir novamente o Hospital de Solidariedade para desafogar os atendimentos no Hospital Municipal”, disse o secretário. “Teremos mais médicos para atender os pacientes e os atendimentos serão preferencialmente para síndromes gripais”.

O Hospital de Campanha, como ficou popularmente conhecido, foi inaugurado em maio de 2021 como uma resposta emergencial durante um dos picos da pandemia na cidade. A estrutura foi desmobilizada em setembro, quando a situação passou a desacelerar.

Agora, com 136 pessoas em tratamento na cidade, o fluxo de atendimentos no Hospital Municipal voltou a aumentar e, de acordo com Vieira, ao longo desta semana passou a registrar mais de 350 atendimentos diários.

“Do total de atendimentos diários, mais de 85% é referente a quadros gripais, não exatamente coronavírus. O que mais estamos tendo é casos de Influenza, o vírus continua forte, o que acontece é que antes as pessoas se vacinavam e no último ano não tivemos vacinas para todos”, explicou.

É importante lembrar que, enquanto o Hospital de Campanha não é reativado, as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) seguem funcionando em sistema de rodízio para atender pacientes com quadros gripais durante a semana.

  • Baixas internações

Apesar do número de pacientes positivados com Covid-19, o total de internações continua baixo, com apenas seis pessoas internadas – cinco na enfermaria e um na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Itapira.

Comparando com 16 de julho de 2021 (data em que mais de 50 casos haviam sido confirmados em 24 horas pela última vez na cidade), o total de pessoas internadas era de 48.

“Com o avanço da vacinação na cidade, a Covid-19 virou uma síndrome gripal, ficamos mais de 50 dias sem óbitos em Itapira, mesmo com casos positivos, no Hospital Municipal estamos há meses sem internados na UTI, as internações estão a níveis muito baixos”, reforçou Vieira. “A vacina está cumprindo seu papel”, pontuou.

  • Ômicron

Vieira também disse que ainda ainda não foram confirmados casos da nova variante Ômicron em Itapira, que está sendo responsável pelo aumento significativo de casos ao redor do mundo.

“Os casos de Covid estão aumentando porque o pessoal não usa mais máscara, se aglomera, muitas pessoas foram viajar e se reuniram com outras pessoas no final do ano, o resultado está aí”, finalizou.

Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui