Rosa negou que números estejam sendo omitidos
Publicidade - Anuncie aqui também!
Rosa negou que números estejam sendo omitidos
Rosa negou que números estejam sendo omitidos
Publicidade - Anuncie aqui

A secretária municipal de Saúde, Rosa Ângela Iamarino, rechaçou na manhã desta quinta-feira (8) as afirmações de que os números de casos positivos de dengue são maiores que os divulgados pela Prefeitura de Itapira.

A cidade enfrenta uma epidemia que começou em novembro e se agravou no último mês de 2014. O último balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, na terça-feira (6), confirmou 564 casos da doença no município – número que continuava o mesmo até a publicação desta matéria. Contudo, principalmente em redes sociais da internet, muitas pessoas têm afirmado que o total de casos é bem maior que o divulgado.

Em coletiva de imprensa ao lado da chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica, Josemary Apolinário Cipola; a secretária de Saúde engrossou o tom ao ser questionada sobre as suposições de que os números estariam sendo omitidos ou maquiados. “Vocês conhecem a minha pessoa, conhecem a equipe de combate à dengue e da Vigilância Epidemiológica, e acham que teríamos esse perfil de cafajestice de fazer esse tipo de situação?”, questionou Rosa aos jornalistas presentes, garantindo que os números divulgados refletem a realidade.

A chefe da Vigilância também comentou o assunto e disse que existem muitos casos suspeitos que acabam não sendo confirmados, além de muitos pacientes que procuram atendimentos na Santa Casa e no Hospital Municipal com sintomas semelhantes aos da dengue, mas que são diagnosticados com outras viroses, por exemplo. “Além disso, muitos pacientes que contraíram a dengue permanecem dez dias ou mais com os sintomas, e nesse período se deslocam várias vezes aos prontos-socorros, e vários deles não levam o cartão específico de acompanhamento da doença, o que acaba por gerar uma nova notificação. Temos casos de até quatro notificações da mesma pessoa”, informou. “Trabalhamos com notificações, todos os laboratórios são obrigados a notificar a Vigilância Epidemiológica em casos positivos de dengue”, reforçou Josemary.

Entre as ações adotadas para combater a epidemia, a secretária de Saúde informou que um decreto será publicado nesta sexta-feira estabelecendo normas para reforçar a luta – conforme adiantado com exclusividade pelo Itapira News há dois dias. “Também adquirimos o kit e começamos a fazer o teste rápido nas Unidades Básicas de Saúde”, destacou.

Um mutirão para recolher entulhos também está sendo planejado. Rosa também garantiu que os imóveis municipais e áreas públicas têm recebido visitas de agentes para eliminar possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue. E negou que a fonte da Praça Bernardino de Campos possa servir também como um criadouro, já que a água do local é clorada, bem como não permanece parada por longos intervalos de tempo, além de o reservatório contar com a devida higienização.