Morro do Gravi abrigou ato em memória dos soldados (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O Monumento ao Soldado Constitucionalista, no Morro do Gravi, foi palco de homenagem aos combatentes paulistas da Revolução Constitucionalista de 1932 na manhã desta quinta-feira (9).

Em um contexto bem diferente, sem público para evitar aglomerações em razão da pandemia e sem o feriado da data, que foi antecipado para o fim de maio, o ato marcou a tradição do ato em memória do movimento que teve importantes episódios em Itapira.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

De acordo com a Prefeitura, a cerimônia contou apenas com a presença de algumas autoridades, como o prefeito José Natalino Paganini (PSDB) e de representantes do Grupo Escoteiro Itapira. A equipe da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo também marcou presença.

“Deixo aqui a minha homenagem em nome da Prefeitura Municipal de Itapira aos soldados paulistas que há 88 anos lutaram pelo povo. E hoje nós estamos enfrentando uma guerra não só em Itapira, São Paulo, Brasil, mas no mundo. Precisamos vencer essa batalha e também essa guerra. E vamos vencer”, afirmou o prefeito.

Após a homenagem no Morro do Gravi, a equipe da Secretaria de Cultura e Turismo e os membros do Grupo Escoteiro também se dirigiram ao Memorial do Soldado no Cemitério da Saudade e depositaram as coroas de flores no local.