Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O auditório do IESI (Instituto de Ensino Superior de Itapira) abrigou nesta segunda- feira (11) o Seminário ‘Olhares da Gestão Cultural’, que reuniu cerca de 20 pessoas, dentre elas produtores culturais, artistas, professores e pesquisadores. O evento foi gratuito e realizado pela Poiesis – Organização Social de Cultura e pela Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, parceria com Cultura e Mercado e correalização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Com o objetivo de promover diálogos entre diversos personagens ligados à cultura e aprofundar discussões sobre questões que envolvam articulação e gestão, o curso foi dividido em três etapas principais. Logo no início, a palestrante Daniele Torres falou sobre “Planejamento e elaboração de projetos”. De maneira bem didática, ela discorreu sobre todo o processo de elaboração, desde a ideia ao desenvolvimento, e mostrou as etapas que os produtores devem percorrer antes de apresentá-los.

Em seguida, apresentou alguns casos de sucesso e abriu espaço para esclarecimento de dúvidas. No período da tarde, o trabalho foi iniciado com a palestra ‘Comunicação: fundamentos de marketing para projetos culturais’, ministrada por Nara Almeida. Contextualizando o papel da comunicação na sociedade e nas relações pessoais, ela enfatizou a importância de dar uma atenção especial a esse quesito durante o planejamento e elaboração de projetos. “O principal problema do gerenciamento de projetos no Brasil é a comunicação. A comunicação não é etapa, mas sim uma competência ao longo do projeto. Um bom comunicador lidera”, afirmou.

Na terceira etapa do seminário, Daniele Torres discursou sobre ‘Captação de recursos: estratégias, abordagem, negociação e apresentação’. Além de instruir sobre como o produtor deve agir, ela apresentou ferramentas importantes para os captadores, como tipos de formulários, tipos de captação, canais de contato com empresas investidoras e também locais com informações sobre os tipos de projeto que cada investidor está interessado naquele momento.

Ao final, as duas palestrantes abriram uma roda de conversa sobre tudo o que foi debatido ao longo do dia. “O seminário foi excelente. Mesmo para quem já tem alguma familiaridade com projetos culturais, os temas abordados pelas palestrantes vieram para contribuir com o conhecimento que alguns já tinham, somar para outros e esclarecer alguns pontos em comum”, avaliou o diretor de Cultura, Ricardo Pecego.

Palestrantes

Daniele Torres, museóloga pós-graduada em “História da Arte, Gestão da Cultura e Comunicação Empresarial”, atuou em diferentes empresas e organizações sociais como produtora e gestora de espaços culturais. Foi gestora de patrocínios da Vale, coordenadora de projetos culturais da Fundação CSN, e também consultora das ONGs Instituto Rio (RJ) e RENCTAS (DF). De 2012 a 2015, foi gestora responsável pela captação de recursos do Instituto Brasileiro de Gestão Cultural e do Instituto Brasil Leitor. Atualmente, é diretora do Instituto AES, além de sócia das empresas Cultura e Mercado, e Companhia da Cultura.

Nara Almeida é graduada e mestranda em Comunicação pela USP. Possui especializações pela Syracuse University (EUA), CBL, além de extensões pela PUC-
SP e pela Cátedra UNESCO Memorial. Foi gerente de Planejamento Estratégico e Relações Institucionais da Aberje (Associação Brasileira de Comunicação
Empresarial), coordenando Comitê e Seminários de Gestão de Cultural. Em 2015, foi eleita uma das 10 melhores jornalistas de Comunicação, Propaganda e Marketing pela votação popular do Prêmio Comuniquese. Atualmente, é consultora, membro do Conselho Consultivo do Allied Minds, integra o grupo “Mulheres do Brasil” e conduz o Lab de Narrativas de Gêneros, do qual é fundadora.