Mortes por envenenamento foram confirmadas por laudo veterinário
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Uma ocorrência envolvendo matança de gatos por envenenamento mobilizou unidades da GCM (Guarda Civil Municipal) e da Patrulha Ambiental na manhã desta segunda-feira (10) em Itapira.

O caso aconteceu na Rua Manoel Gonçalves Campana, no bairro Braz Cavenaghi. Uma porção de salsichas misturadas à substância conhecida por “chumbinho” – cuja venda é proibida – foi encontrada no quintal de uma residência.

Ao todo, sete gatos foram encontrados mortos na rua, todos pertencentes a diversos moradores da via. Dois deles foram encontrados no quintal da casa em que viviam nesta manhã.

Os animais começaram a morrer na última sexta-feira (7). Desconfiados, vizinhos pularam o muro da casa para verificar o quintal e encontraram as salsichas envenenadas sobre uma telha.

Os dois gatos recolhidos na casa ao lado, encontrados pela manhã, passaram por exames que confirmaram a morte por envenenamento. A perícia técnica do IC (Instituto de Criminalística) da Polícia Civil foi acionada, com os trabalhos periciais sendo realizados na casa e nas imediações.

Mesmo negando qualquer envolvimento com os envenenamentos e alegando que alguém teria invadido o quintal e colocado o alimento envenenado lá, um homem responsável pelo imóvel foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia, bem como tutores de alguns dos animais que foram vitimados.

Até o fechamento desta matéria, a ocorrência continuava em andamento, sem previsão para conclusão. As informações serão atualizadas após o desfecho do caso.

  • VENENO

Popularmente chamado de chumbinho, o veneno é um produto clandestino no Brasil, não possuindo registro em nenhum órgão governamental. A substância figura entre as 10 mais tóxicas do planeta. Segundo apurado pela reportagem, a investigação também poderá chegar ao responsável pela venda do veneno ao suspeito.