Pedágios ficam mais caro no Estado
Publicidade - Anuncie aqui também!
Pedágios ficam mais caro no Estado
Pedágios ficam mais caro no Estado
Publicidade - Anuncie aqui

As tarifas dos pedágios nas rodovias estaduais paulistas ficam mais caras a partir desta sexta-feira (1º). O aumento, que será de 9,32%, foi autorizado nesta quarta-feira (29) pela Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo).

De acordo com a Agência, o reajuste anual é baseado no IPC-A (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acumulado dos últimos 12 meses, como estipulado nos contratos de concessão. Os novos preços começam a vigorar a partir da meia-noite de sexta-feira.

Na praça de pedágio entre Itapira e Mogi Mirim, o acréscimo na tarifa será de 9,09%, saltando dos atuais R$ 6,60 para R$ 7,20. Na praça entre Jaguariúna e Campinas, o valor de R$ 10,10 subirá para R$ 11,40.

Transporte Intermunicipal

Além do reajuste no preço dos pedágios, a Artesp também autorizou o aumento doas tarifas do Sistema de Transporte Intermunicipal Rodoviário de Passageiros. Neste caso, os novos valores passam a vigorar a partir da meia-noite do dia 5 de julho. O percentual de reajuste é de 9,56%.

Segundo a Agência, esse índice representa a recomposição dos custos operacionais do Sistema, que considera variações de diversos itens como o diesel, que teve aumento de 10,28%, além do reajuste de 9,33% dos salários da categoria. Outro componente é o preço dos ônibus suburbanos e rodoviários novos, que sofreram aumento de 16,23% e 22,32% respectivamente. Os passageiros que viajam com frequência podem comprar seus bilhetes rodoviários antes do reajuste – as passagens têm validade de 12 meses