Terceiro trimestre tem redução de índices criminais em Itapira

Números estatísticos oficiais apontam para queda em diversos tipos de casos

Capitão Marcos Sanches apresentou dados em audiência pública na Câmara (Divulgação)

Os registros de diversos tipos de crimes diminuíram no último trimestre – entre julho e setembro – em Itapira. As reduções nas estatísticas foram confirmadas pelo balanço trimestral divulgado pela SSP/SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) e apresentados em audiência pública na noite da última segunda-feira (9), na Câmara Municipal.

Na ocasião, a explanação ficou por conta do comandante da 3ª Cia do 26º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), capitão Antônio Marcos Sanches de Toledo, em evento que contou ainda com a participação de vereadores, representantes da sociedade civil, de entidades de classe e do CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança). A audiência também serviu para fomentar debates acerca das políticas públicas voltadas à área da Segurança Pública no município.

De acordo com os números, no último trimestre Itapira registrou redução no número de roubos em geral (como aqueles praticados contra comércios, residências e transeuntes) e roubos de veículos, bem como no número de furtos em geral (também aqueles praticados contra patrimônios, exceto veículos, sem a presença da vítima). Os homicídios também caíram a zero ante os dois casos registrados em cada um dos trimestres anteriores deste ano. Somente as ocorrências de furto de veículos sofreram sensível aumento nos três últimos meses.

Vereadores acompanharam explanação dos números (Divulgação)

Na comparação com municípios vizinhos como Mogi Mirim e Mogi Guaçu, Itapira se mostra mais segura nos mais diversos índices criminais. No terceiro trimestre, Itapira teve 21 roubos, enquanto que Mogi Guaçu somou 109 e Mogi Mirim 37 no mesmo período. Os roubos de veículos, que totalizavam 9 casos em Itapira, chegaram a 15 em Mogi Guaçu e 10 em Mogi Mirim. Já os furtos de veículo totalizaram 25 casos em Itapira, sendo 87 em Mogi Guaçu e 67 em Mogi Mirim. Ou seja, mesmo tendo aumentado cinco casos em relação ao trimestre anterior, o índice ainda se manteve como o menor entre as três cidades. Por sua vez, os furtos em geral somaram 77 ocorrências em Itapira, sendo 278 em Mogi Guaçu e 154 em Mogi Mirim.

Durante a explanação, o capitão da Polícia Militar também detalhou as ações que visam combater a criminalidade no município, como operações de fiscalização de pessoas e veículos, flagrantes e outros trabalhos. De acordo com o oficial, infelizmente não é possível zerar os índices criminais, mas os números estatísticos mostram que Itapira é hoje uma das cidades com menor atividade criminal na região. “Esses números poderiam ser melhores, é claro, sempre trabalhamos pra isso, mas também temos consciência de que é impossível a gente ultrapassar determinados limites. Tivemos redução em diversos índices e aumento somente nos casos de furtos de veículos, com apenas cinco casos a mais em um período de três meses em relação ao período anterior”, frisou o comandante.

Para Sanches, a redução nos números é reflexo direto das ações integradas entre Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Civil Municipal, além do grande apoio do CONSEG, que recebe muitas denúncias e constantemente se reúne para debater ações que melhoram a segurança. Vale lembrar que, recentemente, a 3ª Cia da PM também recebeu duas novas viaturas para reforçar o patrulhamento. “Tivemos também a prisão de diversas pessoas que estavam praticando roubos a mão armada e isso certamente contribuiu par a redução dos números”, finalizou.

Membros da sociedade civil e representantes do CONSEG também marcaram presença (Divulgação)