Regina e Bellini estiveram no evento em São Paulo (Divulgação)
publicidade

O trabalho desenvolvido pela equipe do CREM (Centro de Referência Especializado da Mulher), equipamento vinculado à Secretaria Municipal de Promoção Social, rendeu um prêmio de R$ 400 mil à Prefeitura de Itapira.

A premiação aconteceu na tarde da última terça-feira (7) em São Paulo, por meio do Programa Parcerias Municipais do Governo do Estado de São Paulo. Itapira foi contemplada no Eixo Segurança – Fortalecer as Redes de Combate à Violência Sexual do Prêmio Parcerias em Ação.

O reconhecimento é pelas políticas públicas municipais voltadas às mulheres vítimas de violência desenvolvido pelo CREM, inaugurado em abril deste ano. Ao todo, foram 30 municípios premiados, divididos em várias categorias (veja abaixo).

O prêmio foi recebido pelo prefeito Toninho Bellini (PSD) ao lado da secretária municipal de Promoção Social, Reginal Ramil Marella. A cerimônia solene contou com a presença do governador João Doria (PSDB), do vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB) e do secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, entre outras autoridades.

“Ficamos imensamente felizes por em tão pouco tempo recebermos esse reconhecimento, especialmente por se tratar de um serviço que tem poucos meses, mas que já impacta positivamente a vida de nossas mulheres”, disse Bellini.

Prefeito comemorou bons resultados do programa (Divulgação)

De acordo com ele, o CREM era uma das prioridades para o primeiro ano de seu mandato. “É um serviço pioneiro na região. Nosso compromisso com as políticas públicas de combate à violência contra a mulher será ainda mais fortalecido com esse prêmio”, completou.

A destinação da verba ainda será definida. Durante o evento, o governador disse que a premiação foi criada para estimular a competição entre os municípios e garantir que os melhores sejam contemplados. “Aqui estão os bons exemplos de municípios que trabalham para melhorar sua eficiência em benefício dos munícipes”, discursou Doria.

Confira os municípios premiados em cada uma das três categorias:
  • Melhores resultados
Até 50 mil habitantes – Oscar Bressane – (R$ 500 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Fernandópolis – (R$ 500 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Marília – (R$ 500 mil)
  • Parcerias em Ação
Desafio 1: Ampliar o acesso à creche
Até 50 mil habitantes – Santa Cruz das Palmeiras (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Itanhaém (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Guarujá (R$ 700 mil)
  • Desafio 2: Universalizar o acesso à pré-escola
Até 50 mil habitantes – Araçariguama (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Porto Feliz (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Carapicuíba (R$ 700 mil)
  • Desafio 3: Alavancar a qualidade do Ensino Fundamental I
Até 50 mil habitantes – Junqueirópolis (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Lençóis Paulistas (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Itapetininga (R$ 700 mil)
  • Desafio 4: Reduzir as taxas de mortalidade infantil e materna
Até 50 mil habitantes – Mira Estrela (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Olímpia (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Ferraz de Vasconcelos (R$ 700 mil)
  • Desafio 5: Reduzir os óbitos prematuros por DCNT
Até 50 mil habitantes – Mirante do Paranapanema (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Bebedouro (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Itu (R$ 700 mil)
  • Desafio 6: Promover ambientes menos suscetíveis a roubos
Até 50 mil habitantes – Adamantina (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Cruzeiro (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Bauru (R$ 700 mil)
  • Desafio 7: Fortalecer as redes de combate à violência sexual
Até 50 mil habitantes – Rancharia (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Itapira (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Sorocaba (R$ 700 mil)
  • Desafio 8: Mitigar os impactos da pandemia na pobreza e na geração de emprego e renda
Até 50 mil habitantes – Itaberá (R$ 200 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Amparo (R$ 400 mil)
Acima de 100 mil habitantes – Suzano (R$ 700 mil)
  • TOP 3 municípios
Acima de 100 mil habitantes – Indaiatuba (R$ 700 mil)
Entre 50 mil e 100 mil habitantes – Jaguariúna (R$ 700 mil)
Até 50 mil habitantes – Santa Clara D’Oeste (R$ 700 mil)
Print Friendly, PDF & Email

Publicidade - Anuncie aqui