Mantuan, Rossi e Urbini de malas prontas (Arquivo)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Mantuan, Rossi e Urbini de malas prontas (Arquivo)
Mantuan, Rossi e Urbini de malas prontas (Arquivo)
Publicidade - Anuncie aqui

O prefeito José Natalino Paganini (PSDB) deverá iniciar seu segundo mandato com pelo menos três mudanças no alto-escalão da administração municipal.

Os titulares das pastas da Educação, Flávia Rossi; de Negócios Jurídicos e Cidadania, José Augusto Francisco Urbini; e de Obras e Planejamento, José Armando Mantuan, estão de saída da atual formação do secretariado.

Todos eles estavam nos postos desde a chegada de Paganini à Prefeitura, em janeiro de 2013. Mantuan, que também acumula a presidência do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), já colocou seu cargo à disposição e aguarda a exoneração até o dia 31 de dezembro.

A motivação está na necessidade de um procedimento cirúrgico no começo do ano, cuja recuperação deve consumi alguns meses. Já no caso de Flávia Rossi e Urbini, ambos foram anunciados na última quinta-feira (10) como secretários do governo de Carlos Nelson Bueno (PSDB), prefeito eleito em Mogi Mirim (SP).

Em nenhum dos casos, contudo, o anúncio foi feito pela Prefeitura itapirense ou pelo chefe do Executivo local. Flávia e Urbini foram anunciados em Mogi Mirim durante coletiva de imprensa do prefeito eleito sem que Paganini se manifestasse publicamente a respeito. Apesar disso, o entendimento para a liberação dos dois secretários – que residem em Mogi e já possuem históricos ligados a administrações passadas na cidade – ocorreu de forma tranquila, segundo afirmou Carlos Nelson durante a coletiva.

Já a saída de Mantuan, até então mantida nos bastidores, foi anunciada nesta sexta-feira (11) pelo deputado estadual José Antônio Barros Munhoz (PSDB), durante seu discurso na entrega das obras de ampliação de uma escola municipal em Barão Ataliba Nogueira. Antes, o parlamentar, o prefeito, os secretários e outras autoridades também haviam participado da inauguração das novas casas populares do bairro. Em Mogi Mirim, Flávia Rossi assumirá a Secretaria de Educação da cidade. Já Urbini vai comandar a Secretaria de Suprimentos e Qualidade. O advogado participou do ato acompanhado pela reportagem do Itapira News na quinta-feira, mas Flávia – ex-vice-prefeita de Mogi – não compareceu à cerimônia devido a compromissos profissionais em Itapira.

A presença dos dois secretários de Itapira no novo governo de Carlos Nelson Bueno já era dada como certa desde o resultado das últimas eleições. Além do histórico de proximidade com o prefeito eleito, os dois também residem em Mogi Mirim e participaram ativamente da campanha tucana na cidade. Na semana passada, uma lista divulgada extraoficialmente já trouxe o nome de Flávia e Urbini como integrantes do secretariado.  Carlos Nelson disse que a conversação para ‘puxar’ de volta os dois secretários aconteceu de forma natural. “Pura e simplesmente eu os convidei, eles aceitaram e eu fiquei feliz”, afirmou. “Conversei com o Paganini e, inclusive, ele me visitou ontem (quarta-feira) aqui em Mogi, no meu escritório, e ponderamos bem sobre tudo isso. É algo que faz parte, já trabalhei com a Flávia e o José Augusto e solicitei o retorno deles” explicou.

O novo prefeito mogimiriano a partir de 2017 também disse que nada impedirá que os dois secretários participem do processo de transição, auxiliando o governo itapirense em eventuais questões inerentes à suas atuações no município. Tanto Urbini quanto Flávia foram anunciados como secretários de Paganini após as eleições de 2012 e devem permanecer até o fim do ano em seus cargos.  Para Carlos Nelson, o convite aos dois secretários também atende ao interesse de seu grupo em manter pessoas da própria cidade atuando no Executivo. “Mostrei ao Paganini que é fundamental que o prefeito invista em seus quadros. Por exemplo, metade das pessoas que nomeei como meus secretários são servidores efetivos da Prefeitura de Mogi Mirim. Entendo que é bom até para Itapira abrir espaço para funcionários da Prefeitura ou outros cidadãos da cidade que possam prestar o serviço ao município. O importante é ter amor à causa pública”, defendeu.