Paulinho e Marcão foram vitimados pelas complicações geradas pelo coronavírus (Divulgação)

Nove dias após a morte do irmão, o músico Paulo Fernandes – o Paulinho do Transa Samba – o empresário e músico Marco Fernandes também faleceu em decorrência das complicações provocadas pela Covid-19.

Ele morreu na manhã desta quarta-feira (27) na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Mogi Mirim, onde estava internado. Ele residia no vizinho município.

Marcão foi um dos fundadores do conjunto que fez a alegria de muitos bailes em toda a região. Ao lado do irmão, era conhecido pela irreverência e carisma, além do talento musical.

Atualmente, ele trabalhava no ramo da construção civil. Ele deixa esposa e três filhos. O sepultamento aconteceu nesta tarde no Cemitério dos Flamboyants, em Mogi Mirim.

O secretário municipal de Saúde de Itapira, Vladen Vieira, lamentou o que chamou de “tragédia familiar”. “Meus sentimentos à família Fernandes pela perda, é uma tragédia familiar com duas mortes em torno de 10 dias. Isso mostra o quanto são importantes os cuidados contra a pandemia”, disse.

Publicidade - Anuncie aqui