Após intervenção municipal, Uipa terá eleição para nova diretoria
Publicidade - Anuncie aqui também!
Após intervenção municipal, Uipa terá eleição para nova diretoria
Após intervenção municipal, Uipa terá eleição para nova diretoria
Publicidade - Anuncie aqui

A Uipa (União Internacional Protetora dos Animais) de Itapira terá eleição para definir sua nova diretoria. O procedimento, cujos detalhes ainda não foram divulgados, deverá eleger as pessoas que irão substituir a comissão interventora que desde dezembro administra a entidade do Jardim Raquel.

Instituída via decreto municipal em dezembro do ano passado, a intervenção com prazo de seis meses vence no próximo dia 05 de junho. Com isso, os próprios interventores manifestaram o desejo de que seja realizada a eleição de uma nova diretoria para gerir a Uipa.

A decisão foi comunicada ao prefeito José Natalino Paganini (PSDB) em reunião ocorrida no último dia 15, em encontro abrigado no gabinete do Paço Municipal. Participaram da conversa os cinco integrantes que formam a comissão, além do assessor da Secretaria Municipal de Negócios Jurídicos e Cidadania, Victor Belli de Carvalho e da secretária municipal de Governo, Estercita Rogatto Belluomini. “Acreditamos que seja melhor eleger uma diretoria para gerir a Uipa”, afirmou a engenheira ambiental Vivian Maria Guerreiro, que faz parte da comissão interventora.

Segundo ela, o prefeito informou que a administração fará uma espécie de convocação aos interessados em se tornar associados e parte da diretoria da Uipa. “Deverão ser apresentadas chapas para disputar a direção da Uipa. Terão direito a voto as pessoas que se tornarem associadas. Isso tudo deve acontecer até o dia 5 de junho”, destacou.

A Prefeitura, porém, ainda não informou quando e como o processo eletivo deverá ocorrer. Na reunião, alguns dos interventores ainda deixaram claro que não possuem intenção de fazer parte da nova diretoria da entidade. Querem continuar somente como associados. “Nestes seis meses (de intervenção) vivenciamos um pouco da realidade do município em relação aos cuidados com os animais e como o Poder Público, polícia, sociedade civil e demais entidades interagem, e discordamos de muitas coisas”, disse Vivian.

Ela e a também interventora Maria Aparecida de Souza afirmaram que não pretendem disputar eleição para integrar a direção da Uipa. “Preferimos não fazer parte da diretoria para manter nossa imparcialidade e manifestar nossa opinião. Gostaríamos apenas de nos tornar associadas para ter o direito de saber o que está acontecendo e evitar que a Uipa volte a ser o que era há seis meses, o que dispensa qualquer comentário”, enfatizou Vivian, referindo-se aos problemas sanitários, estruturas e de gestão que motivaram a intervenção no fim do ano passado. “Espero sinceramente que pessoas honestas, esclarecidas sobre o assunto e realmente interessadas na proteção dos animais acima de qualquer coisa assumam a gestão da Uipa, e isso não será uma tarefa fácil”, frisou a engenheira ambiental.

Atualmente, a Uipa abriga cerca de 130 animais. Além de Vivian e de Maria Aparecida, outras três pessoas compõem a comissão interventora: Ana Carolina Moisés dos Santos, Regiane Formigari e José Alair de Oliveira – que responde pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente.

Publicidade - Anuncie aqui