Anderson ainda não foi encontrado (Divulgação)
Publicidade    
Publicidade - Anuncie aqui

Um mês de angústia e incertezas. Essa é a triste realidade vivenciada por uma família itapirense, que desde o dia 20 de março espera uma boa notícia: reencontrar o jovem Anderson Dutra Sales, de 19 anos, que desapareceu misteriosamente

Jovem, sem vícios e sem histórico de desaparecimentos anteriores, ele sumiu por volta das 11h00 daquela terça-feira, quando voltava pra casa depois de acompanhar a mãe a um supermercado. Não chegou à residência, na Vila Penha do Rio do Peixe, não deu mais qualquer sinal de vida, nunca mais foi visto. 

Desde então, a comunidade local contribui como pode com as buscas, especialmente compartilhando diariamente a foto e as informações sobre o jovem. A família e os amigos seguem sem perder as esperanças de rever o ente querido. 

Durante todo este tempo, foram diversas informações sobre o suposto paradeiro de Anderson. Infelizmente, nenhuma se confirmou. Muitas delas deram conta de que ele teria sido visto em cidades do Sul de Minas. Nada confirmado até então. Até mesmo um mutirão já foi organizado para reforçar as buscas – também sem o resultado desejado.

Com 1,70 de altura, cerca de 70 quilos e uma aparência jovial e alegre, Anderson sempre foi caseiro, nunca saiu sem avisar ou ficou muito tempo fora de casa sem que informasse à família sobre onde estaria. Quando desapareceu, ele vestia camiseta de cor clara, bermuda estampada e chinelos. Enquanto o tempo passa, a preocupação e a dor da família e dos amigos só aumentam. Anderson segue desaparecido e a sociedade segue na torcida por um desfecho positivo dessa história dramática. 

Quaisquer informações que possam contribuir com a localização do jovem podem ser encaminhadas à Polícia Militar (190), Polícia Civil (3863-1287) ou à Guarda Civil Municipal (153), ou ainda diretamente aos familiares pelos telefones (19) 9.9256-1165, 9.8171-9122 ou 3813-4948.