Município entrou em estado de emergência com umidade baixa
Publicidade - Anuncie aqui também!
Município entrou em estado de emergência com umidade baixa
Município entrou em estado de emergência com umidade baixa
Publicidade - Anuncie aqui

A umidade relativa do ar em Itapira atingiu níveis muito baixos no início da noite de quinta-feira (06) e colocou a cidade em estado de emergência.

Por volta das 19h00, o índice mínimo da umidade do ar chegou a 10%, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Para se ter uma ideia, com índice de 12% já é decretado estado de emergência.

Por volta das 20h00, a umidade subiu para 11% e, às 21h00, atingiu 19%, tirando o município do estado de emergência e entrando na classificação de estado de alerta. Nas horas seguintes, a umidade voltou aos níveis considerados normais para esta época do ano. Já no final da manhã desta sexta-feira (07) a umidade relativa do ar gira em torno de 40%.

A ausência de chuvas neste verão é responsável pelo tempo seco, e a sensação piora com as altas temperaturas registradas diariamente, sempre acima dos 35ºC. Para a tarde desta sexta-feira (07), o Inmet prevê máximas de 37ºC e umidade mínima de 20%.

Em uma explicação simplificada, a umidade relativa do ar representa o volume de água, em forma de vapor, existente na atmosfera no momento, com relação ao total máximo que poderia existir, dentro da temperatura observada.

Entre os problemas decorrentes da baixa umidade do ar figuram complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas; sangramento pelo nariz; ressecamento da pele; irritação dos olhos; eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos e aumento do potencial de incêndios em pastagens e florestas.

Algumas dicas para amenizar o problema podem ser seguidas. Entre elas, beber muita água para se manter hidratado e usar umidificadores de ar nos ambientes. Na ausência do equipamento, pode-se optar por recipientes com água ou até mesmo toalhas molhadas.