Print do Megaphone Cultural, que encerra atividades (Reprodução)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

Após quase 15 anos de atividades, o portal Megaphone Cultural deixará de existir. A decisão foi comunicada ao público pelo próprio site especializado no noticiário cultural e de entretenimento, até então o único da região e fundado em Itapira entre o final de 2003 e o início de 2004.

O projeto também era parceiro do Itapira News desde 2013, atuando como fornecedor de notícias da editoria de Cultura. Os motivos para o encerramento das atividades foram detalhados em nota publicada no Megaphone na última quinta-feira, dia 6 de dezembro. De acordo com a direção do portal, pesaram na decisão fatores como “desinteresse” pela pauta focada em cultura e afins, mas principalmente ausência de apoio publicitário, inviabilizando o projeto.

“Depois de quase 15 anos atuando como o único portal voltado exclusivamente à informação e ao jornalismo cultural em Itapira e região, o Megaphone diz adeus. São diversos os motivos que levam a esta decisão, mas o principal deles já é bem conhecido de quem acompanhou este trabalho independente mais de perto: a ausência de apoio publicitário, inviabilizando captação de receita suficiente para cobrir ao menos os custos operacionais do projeto”, afirma o veículo.

Inicialmente criado como um blog, o Megaphone cresceu e chegou a circular até mesmo em versões impressas, sendo também pioneiro enquanto jornal com pauta segmentada em cultura, arte, música e derivados. Ainda chamado de “Megaphone Tabloid”, teve seu auge entre os anos de 2008 e 2013, conquistando um público extenso e bastante engajado com suas publicações. Teve participação direta também na produção e apoio de dezenas de eventos de diversos gêneros, desde shows a mostras e exposições.

O fundador do veículo, Fernando Pinnas, chegou a ter a iniciativa reconhecida pela Câmara Municipal, com voto de congratulação em 2010. O advento das redes sociais, no entanto, com algoritmos que prejudicam pequenos portais em detrimento de publicações de massa, acabou contribuindo para a queda de audiência do portal. Segundo a direção do veículo, a ausência de investimentos sempre foi sentida, mas era absorvida conforme as possibilidades em nome de um projeto que tinha por objetivo valorizar e difundir as boas notícias.

“No início de 2017, o projeto foi revitalizado e a pauta, antes mais focada em arte e cultura, passou a absorver também temas como sustentabilidade, good news, lifestyle, gastronomia, entre outros. Infelizmente, a falta de estrutura já prejudicada pelo histórico de prejuízos e a equipe reduzida para acompanhar a velocidade das informações também contribuíram para este desfecho. O grande volume de informação produzida e publicada vinha deixando cada vez mais custoso o processo de hospedagem do site”, complementa a nota.

Ainda segundo o comunicado, o site permanecerá no ar até que o domínio, que não será renovado, seja removido em definitivo. “Não há o que se lamentar. O projeto foi muito importante, positivo e teve grande audiência em um determinado momento. Houve períodos de grande importância enquanto veículo de comunicação no meio cultural. Mas a forma de se consumir informação mudou. A forma de se produzir informação, também. E infelizmente, sem apoio, sem equipe, este fim já era esperado há tempos, somente sendo adiado em nome de uma paixão. O Megaphone agradece a todos, sem distinção, que de uma forma ou de outra fizeram parte dessa história, contribuindo de alguma forma, e claro ao público que sempre o acompanhou”, finaliza o texto.