Antônio Carlos e Rodrigo Rodrigues atuam no Senac Itapira (Divulgação)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

A pandemia do novo coronavírus provocou mudanças profundas na economia e 4o setor de TI (Tecnologia da Informação) foi diretamente afetado, mas de forma positiva. A procura por serviços nessa área disparou.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

Diante do cenário atual, de isolamento social, o uso das ferramentas digitais tem se mostrado um importante aliado na busca de soluções, como o trabalho remoto, as reuniões por videoconferência, o armazenamento em nuvem, as aulas e eventos on-line, além de outras alternativas que ajudam a minimizar o prejuízo causado pela Covid-19.

Essas iniciativas, segundo Rodrigo Rodrigues da Silva, docente do Senac Itapira, colocam em evidência a importância do trabalho dos profissionais de TI.

“Nunca foi tão importante e emergencial os conhecimentos inerentes à área de informática. Alguns exemplos são de pessoas que necessitaram de novas instalações de internet ou aumentaram as que já possuíam, o que demandou a contratação de profissionais de rede”, comenta o profissional.

De acordo com ele, os estudos em casa também motivou um ‘boom’ no mercado relacionado à informática. “Ao precisarem de ferramentas para os filhos estudarem em casa, muitos pais acabaram levando aquele computador ou notebook que estava sem uso para formatar ou fazer um upgrade, aumentando os trabalhos do profissional de hardware”, exemplifica.

De acordo com Rodrigo, em Itapira e nas cidades vizinhas, quase toda a internet até pouco tempo atrás era ofertada apenas por uma empresa e a taxa média era de 5 mbps (megabit por segundo).

“Agora temos outras companhias atuando em alguns pontos da cidade e tivemos também o surgimento de empresas locais que ofertam fibra. Então, muitas pessoas trocaram os antigos modens de internet para os mais modernos aumentando a capacidade para  50, 80, 100 mbps. Isso gerou um aquecimento nas contratações de técnicos para realização de serviços”, comenta.

Na avaliação de Antônio Carlos Paganini, também docente da área de tecnologia da informação do Senac, antes mesmo da pandemia, as necessidades tecnológicas já vinham em um gráfico ascendente e neste ano atípico cresceram ainda mais.

“A demanda por profissionais da área de informática é elevada. E temos,ainda,a necessidade das profissões desenvolverem a chamada competência digital, independente da área em que atuam. E por isso, a importância da qualificação para esta competência, de conhecimentos mais avançados, como os de entrada para a tecnologia”, enfatiza.

“Vale ressaltar que formação deve ser sempre antecipada para quando oportunidades surgirem. Haja vista que um curso técnico leva entre um ano e meio e dois anos, um tecnólogo, geralmente dois anos e meio, e um bacharelado, entre quatro a cinco anos”, aponta.

  • CURSOS

Para os interessados em seguir carreira nesta área, o Senac Itapira oferece os cursos Autocad – Modelando em 3d, Autocad – Professional, Autocad – Projetos em 2d, Excel 2019, Excel 2019 – Avançado, Html5 e Css3 – Criação de Websites, Introdução Ao Office – Word, Excel e PowerPoint 2019, Lógica de Programação, Produção de Websites – Interface e Estrutura, Programador de Sistemas com até 30% de desconto.

Para mais informações consulte o Portal Senac www.sp.senac.br/itapira. A unidade fica na Praça Bernardino de Campos, 150, no Centro.