Vacinação contra a febre aftosa é obrigatória e deve ser comprovada pelos produtores (Divulgação/Governo SP)

A primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação de Bovinos contra a Febre Aftosa segue em andamento em todo o país.

No Estado de São Paulo, a campanha segue o calendário padrão estabelecido pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária, devendo ser vacinados os bovinos e bubalinos de todas as idades entre os dias 1 e 31 de maio.

A segunda etapa paulista, em novembro, prevê a vacinação apenas dos animais com idade entre zero e 24 meses de idade. Já a vacinação contra a brucelose não tem data para ser realizada, mas só deve receber a vacina as fêmeas bovídeas com idade de três a oito meses de idade.

Em Itapira, a estimativa é que cerca de 30 mil animais recebam a imunização. Os produtores também devem comprovar as aplicações por meio de declarações, cuja entrega deve ser feita, preferencialmente, por meio eletrônico através do sistema Gedave.

Quando não for possível, o produtor poderá encaminha-la por e-mail ou, em último caso, deverá entrar em contato com as regionais através dos telefones e endereços eletrônicos disponíveis no site www.defesa.agricultura.sp.gov.br para realizar o procedimento por meio presencial, através de agendamento prévio.

A data limite para entrega da declaração da vacinação é em sete de junho, devendo ser declarados também os demais animais do rebanho. Segundo a Coordenadoria, diferentemente do que ocorreu ano passado, para esta etapa não estão previstas prorrogações de prazos de vacinação ou declaração.

Publicidade - Anuncie aqui