Os professores João Pedro e Naara Brandão durante aula online (Reprodução)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

As atividades online oferecidas pelo Centro do Idoso Vida Mais durante a quarentena continuam auxiliando os idosos a se manterem ativos no período de isolamento.

Além disso, os conteúdos publicados diariamente nas redes sociais da instituição também estão ajudando outras pessoas, tanto jovens quanto idosos que não frequentam o Vida Mais, a se manterem mais ativos nesta fase repleta de restrições.

Os vídeos veiculados por meio da página oficial do Vida Mais no Facebook trazem instruções de ginástica e alongamento, exercícios que são conduzidos pelos professores Naara Brandão e João Pedro de Morais.

Mantenha-se bem informado: curta nossa página no Facebook, siga-nos no Instagram e também pelo Twitter

O voluntário das aulas de inclusão digital, Luan Oliveira, também tem veiculado vídeos com dicas de aplicativos que podem ser bastante úteis aos idosos e também ao público em geral.

Outros colaboradores do Vida Mais, como a psicóloga Bárbara Maranin Teixeira, também oferecem atividades diárias destinadas ao exercício da memória. O resultado disso é que as publicações do Vida Mais entre 27 de março e 23 de abril atingiram mais de 10 mil pessoas no Facebook, resultando em aumento superior a 300% no engajamento.

“Mesmo à distância estamos oferecendo aos nossos usuários, bem como a todos que acessam o nosso Facebook, várias atividades físicas ou cognitivas que são possíveis de serem realizadas dentro de casa. Assim, mantemos o nosso objetivo de oferecer ações de promoção da saúde, tanto para a saúde física como mental, nesse tempo de isolamento social”, comenta Rosângela Aparecida Zanquetta, da área de Desenvolvimento Institucional do Vida Mais.

O diretor-presidente da instituição, Luiz Fernando Martins Schnitzer, também aproveita para reforçar o convite à população para que acessem os conteúdos. “Esses conteúdos são destinados a todos, não somente aos idosos do Vida Mais, mas a qualquer pessoa, de qualquer idade. Homens, mulheres, crianças, adolescentes, todos podem acompanhar nossas redes e participar”, afirma.

  • IMPORTÂNCIA

As ferramentas digitais estão servindo como ótimos instrumentos para que a população possa absorver bons conteúdos durante o período de quarentena e isolamento. No caso do Vida Mais, os conteúdos oferecidos também contribuem para amenizar os impactos sociais provocados pela ausência da convivência.

“Nossos idosos são ativos e acostumados à rotina de atividades que oferecemos, e quando esse ciclo precisou ser interrompido por conta da necessidade do isolamento, nossa diretoria propôs a oferta desses conteúdos nas redes sociais. Mesmo não sendo igual às aulas presenciais, isso colabora para que eles se mantenham ativos e em movimento e também ajuda, de certa a forma, a manter nossa proximidade, pois criamos vínculos afetivos, muitas amizades, e eles gostam muito dessa interação”, avalia a professora Naara Brandão.

Em seus vídeos, além de alongamento e ginástica, ela também oferece divertidas aulas de dança. O professor João Pedro também lembra que o Vida Mais foi a primeira instituição da cidade a suspender as atividades presenciais diante da aproximação da pandemia. “Nossos idosos são do grupo de risco, e estou muito feliz de perceber a participação deles nas nossas postagens. Isso é muito importante para que, depois da quarentena, todos possam voltar no mesmo ritmo dos exercícios”, finaliza.