Palestra acontece na sede da OAB Itapira (Ilustração)
Publicidade - Anuncie aqui também!
Publicidade - Anuncie aqui

O auditório da 95ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) promove nesta terça-feira (26) uma palestra sobre Violência Obstétrica e Parto Humanizado. A preleção fica a cargo da obstetriz Luma Bozzi de Godoy Torione.

Coordenado pela Comissão da Mulher Advogada, o evento tem por objetivo proporcionar mais esclarecimento à população acerca dos temas abordados. Itapirense radicada em Boa Vista, capital de Roraima, Luma é especialista em Saúde da Família, consultora em Aleitamento Materno e coordenadora de encontros de gestantes.

Aproveitando viagem à sua cidade natal, ela resolveu oferecer a palestra e encontrou na OAB a parceria necessária para viabilizar a iniciativa. “Hoje em dia se fala bastante em violência contra a mulher, e deve se falar mesmo. Mas existe também a violência obstétrica, que não é um tema muito debatido, até pela ausência de legislação federal”, comenta a profissional.

Ainda que nem todas as mulheres estejam familiarizadas com o assunto, muitas delas já foram vítimas dessa forma de agressão, tanto verbalmente quanto fisicamente, seja no pré-natal ou no parto.

Geralmente, a violência obstétrica se dá na forma de recusa de atendimento, xingamentos e até intervenções e procedimentos médicos não necessários, como exames de toque a todo instante e mesmo cesáreas que não seriam necessárias. A OMS (Organização Mundial da Saúde), inclusive, já se posicionou sobre o tema, defendendo a necessidade dos debates para prevenir e eliminar esses tipos de abusos.

Luma coordena preleção (Divulgação)

“Também pretendo abordar a questão do parto humanizado, que está diretamente relacionada ao tema central”, destaca Luma. De acordo com ela, a palestra é direcionada especialmente a membros da área jurídica e profissionais de saúde, mas o convite é estendido, claro, às mulheres de uma forma geral, especialmente as em fase de gestação.

“Será importante para que possam ter conhecimento dos direitos sociais, educacionais e trabalhistas. Atualmente alguns estados já sancionaram leis pra coibir a violência obstétrica, mas ainda não há lei federal sobre o assunto. Ainda neste ano, um congresso deverá discutir essa questão de forma mais ampla”, frisa a palestrante.

A palestra está marcara para 19h00. O evento é aberto ao público em geral. Mais informações pelo telefone (3863-5775). A sede da OAB Itapira fica na Rua Dr. Francisco de Paula Moreira Barbosa, 400, na Santa Cruz.