Publicidade - Anuncie aqui também!
Renan novamente está à frente de ato anti-Dilma em Itapira (Arquivo)
Renan novamente está à frente de ato anti-Dilma em Itapira (Arquivo)
Publicidade - Anuncie aqui

Os atos pró-impeachment terão nova etapa em Itapira neste domingo (17). Um grupo de pessoas favorável à saída da presidente Dilma Rousseff (PT) do governo promete se reunir na Praça Bernardino de Campos.

A intenção é transmitir, por meio de um telão, a votação do relatório do processo pela Câmara dos Deputados. Apesar de anunciado para começar às 15h00, a mobilização no Centro da cidade deve começar já por volta das 14h00, segundo a organização.

Assim como ocorrido no protesto realizado em março, a ideia é reunir o maior número de pessoas possível para demonstrar a insatisfação contra o governo e apoiar o impeachment. “Ainda estamos montando a estrutura, conversando com outras pessoas que também participam da organização. Estaremos na praça já às 14h00”, frisou um dos responsáveis pelo evento e militante do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), Renan Moraes.

Com parecer aprovado, o relatório do impeachment irá à votação no parlamento federal. Para ser enviado ao Senado Federal, o pedido de impedimento do mandato de Dilma deve ter dois terços dos votos favoráveis dos deputados, o que representa 342 dos 513 parlamentares.

Na manhã desta quinta-feira (14), o líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence, disse que o governo tem os quase 172 votos necessários para barrar o impeachment. “Hoje, eles [oposicionistas] não têm 342 votos. Não têm e não terão”, afirmou Florence. “O governo tem quase os 172 ‘não’. E, nas ruas, o movimento pela legalidade democrática tem influenciado muito o voto de indecisos. O governo obviamente se preocupa com os indecisos. Há um trabalho de persuasão”, acrescentou o líder da legenda.